Funcionários da Embasa param na próxima semana

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Os trabalhadores estão em campanha salarial desde março deste ano (Foto: Reprodução / Tribuna da Bahia)
Os trabalhadores estão em campanha salarial desde março deste ano (Foto: Reprodução / Tribuna da Bahia)

A partir da próxima terça-feira (12), diversos serviços realizados pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) ficarão suspensos em virtude de uma greve que os trabalhadores aprovaram durante assembleia realizada ontem (5), na capital e interior. A paralisação terá a duração de 24 horas e é um sinal de protesto pela falta de avanço nas negociações do acordo coletivo de trabalho deste ano. Entre os serviços que ficarão suspensos estão os de ligação e religação de água e esgoto, conserto de vazamentos de água e esgoto, entrega de fatura e atendimento ao público. Uma nova assembleia foi marcada para o próximo dia 14 e, caso a direção da empresa continue agindo da mesma maneira, uma greve por tempo maior poderá ser decretada. Os trabalhadores estão em campanha salarial desde março deste ano e até o momento a Embasa fez uma única proposta, de 4% de reajuste salarial, não considerando que, para o período do acordo coletivo, a inflação alcançou 9,93% (o INPC-IBGE). Essa proposta foi rejeitada sob protestos e até agora a empresa não apresentou outra.