Gongogi: Rapaz queimado em crime de genro contra sogra continua em estado grave

Foto: Arquivo pessoal

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Arquivo pessoal
Hilda atravessou na frente da filha e teve o corpo queimado. Foto: Arquivo pessoal

Continua com estado grave de saúde no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, Luís Eduardo Barbosa, 21 anos, que sofreu queimaduras na noite de sábado (16), quando a avó dele, Hilda Quirino Santos, 79 anos, foi queimada durante uma discussão com o genro, em Gongogi, região sul da Bahia. A idosa morreu no dia do crime e foi sepultada no domingo (17).

O suspeito José Orlando Dias de Moura, de 50 anos, que está foragido, teria jogado gasolina e ateado fogo nas vítimas. Ele continua sendo procurado pela polícia, mas o carro que teria sido usado na fuga foi encontrado em uma fazenda.

O caso

O crime aconteceu no Bairro Novo, durante uma discussão entre José Orlando e a companheira dele, filha da idosa. Segundo André Luís Barbosa, filho mais novo da idosa, o suspeito tinha se separado da filha da vítima, mas havia reatado com ela há oito dias. No dia do crime, José Orlando teria tentando jogar a gasolina na filha da idosa, mas Hilda atravessou na frente e teve o corpo queimado.