Governador busca solução para a Orquestra Sinfônica da Bahia

Apresentação terá regência do maestro Carlos Prazeres, curador artístico da OSBA. Foto: Adenor Gondim
Apresentação terá regência do maestro Carlos Prazeres, curador artístico da OSBA. Foto: Adenor Gondim

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Em texto publicado no site da Secretaria de Comunicação do Estado neste sábado (23), o órgão afirma que o governador Rui Costa busca solução para a Orquestra Sinfônica da Bahia, que mantém atividades com apenas metade de seus músicos.

O texto publicado pela Secom afirma também que o secretário de Cultura Jorge Portugal “recebeu a determinação do governador Rui Costa de organizar uma reunião com os representantes da Osba”.

“Há poucos dias, [foram] lançados os editais de cultura, que somam R$ 40 milhões para projetos em diversas linguagens. A Osba é um patrimônio do estado, e temos que assegurar que esse projeto se mantenha forte. O governador reconhece a importância da orquestra, e não vai poupar esforços”, afirmou o secretário na nota.