Greve dos professores de Lauro de Freitas já dura 12 dias

Foto: divulgação
Foto: divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Já dura 12 dias a greve dos professores de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (ASPROLF), o déficit de professores e auxiliares de classe na rede municipal é o principal motivo da mobilização.  Nesta quinta-feira (28) uma reunião entre governo e o ASPROLF foi firmado o acordo do envio de um ofício do governo para os trabalhadores, elencando os pontos acordados na pauta de negociação que deveria ser lido na assembleia da categoria no mesmo dia. Mas a categoria afirma que o documento foi feito de forma alterada com relação ao que foi discutido e fechado na mesa de negociação. A greve continua por tempo indeterminado.

Foto: divulgação
Foto: divulgação