Greve nas penitenciárias começa nesta quarta-feira (27)

1

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

1

Em nota enviada à imprensa, o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb) informa que a categoria entra em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (27). A paralisação foi decretada em assembleia geral no dia 13 de maio, porém a classe aguardou o posicionamento da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) sobre as cerca de 30 reivindicações apresentadas pelos trabalhadores, tais como a efetivação de concurso público, adicional de insalubridade, porte de armas e reformas nos presídios.

Segundo informado pelo sindicato, a categoria tentou inúmeras vezes que a Seap apresentasse uma nova proposta, mas nada conseguiu. Os problemas enfrentados pela classe repercutiram nesta semana com a rebelião ocorrida em Feira de Santana, que deixou nove presos mortos.  Durante entrevista ao Jornal Transamérica, o coordenador geral do Sinspeb, Geonias Oliveira, denunciou as condições de trabalho da categoria no município. “O número de agentes penitenciários é muito pequeno e eles não têm equipamentos de vigilância e proteção individual. São 22 agentes por turno para cerca de 1.500 presos, sendo que essa unidade é para 608 detentos. É humanamente impossível vigiar e fazer a revista de cada preso. A tragédia poderia ter sido maior”, denuncia.