Homem é condenado a 36 anos de prisão por violência contra a mulher

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O Tribunal do Júri da comarca de São Desidério, no oeste da Bahia, condenou na noite desta quinta-feira (19) o réu Inocêncio Francisco do Carmo à pena de 36 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão. Ele foi acusado pelo assassinato da sua ex-companheira Lucélia Amélia Gomes, a irmã e o primo dela, Sandra Amélia Gomes e Darlei Moreira Belo.

Segundo o promotor de Justiça Alex Santana Neves, o crime ocorreu no ano de 2008, quando o réu pretendia se reconciliar com a sua ex-companheira que, por se recusar, foi assassinada juntamente com a sua irmã e o primo, que intervieram em sua defesa.

Ontem, o Júri reconheceu o crime, rejeitou a tese de defesa afastando a causa de diminuição de pena da violenta emoção e aceitou as teses do Ministério Público estadual, reconhecendo que o homicídio ocorreu por motivo torpe e com impossibilidade de defesa das vítimas.

“Uma importante condenação em emblemático caso de violência contra a mulher, o qual obteve a devida resposta pela sociedade”, registrou o promotor de Justiça. A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz Fabiano Freitas Soares.