Homem que matou menino de 14 anos com espada de samurai em Londres é brasileiro

abb73e29-0fcf-47df-b572-5fd386b1be55

O homem que matou um menino de 14 anos com uma espada de samurai em Londres é brasileiro.

A Polícia Metropolitana de Londres divulgou nesta quarta-feira, 1°, a identidade do criminoso: trata-se de Marcus Aurélio Arduini Monzo, de 36 anos, que também tem nacionalidade espanhola.

O crime aconteceu em Hainault, no nordeste da capital do Reino Unido, na terça-feira, 30.

Monzo estava dirigindo uma van e entrou com o veículo numa casa no bairro da periferia de Londres. Logo depois, ele saiu do veículo com uma grande espada de samurai e passou a atacar pessoas que estavam no local.

O menino Daniel Anjorin, de 14 anos, que estava indo para a escola, foi atingido pela espada. Ele foi levado a um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O brasileiro atacou ainda outras quatro pessoas: dois moradores da região e dois policiais –que tiveram que ser operados e não correm risco de vida.

A polícia de Londres ainda está investigando os motivos do crime. As famílias de todos os afetados foram informadas.

O detetive da polícia de Londres Larry Smith, que está liderando a investigação, disse que “este é um incidente incrivelmente trágico que resultou na perda da vida de um menino”.

“Esta é uma investigação complexa devido ao número de locais onde os ataques aconteceram. Estamos investigando evidências forenses, horas de imagens de câmeras de segurança e testemunhas com quem precisamos falar. Sei que muitas pessoas vão querer respostas e estamos trabalhando para fornecê-las o mais rápido possível. Gostaria também de reiterar os apelos anteriores à paciência enquanto os meus agentes realizam uma investigação meticulosa para fazer justiça a Daniel, à sua família, aos feridos e à comunidade em geral”, disse o policial.

Arduini Monzo foi internado depois dos ataques, já que ficou ferido no acidente, quando sua van bateu contra uma casa na região.

Ele vai comparecer a um tribunal em Londres nesta quinta-feira, 2, para responder sobre as motivações dos crimes.

Em suas redes sociais, Arduini Monzo aparece treinando lutas de boxe, arco e flecha e jiu jitsu. Ele também possuía um site chamado “freeking mark”, que está desativado.

A polícia de Londres afirmou que não trabalha com a hipótese de que o ataque tenha sido um ato de terrorismo.

Por CNN Brasil

Outras Notícias