Homem tem surto ao ver esposa infartar e é morto pela PM

Polícia afirma que homem quebrou móveis durante o surto. Foto: Divulgação/ Polícia Civil Itaí.
Polícia afirma que homem quebrou móveis durante o surto. Foto: Divulgação/ Polícia Civil Itaí.

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Polícia afirma que homem quebrou móveis durante o surto. Foto: Divulgação/ Polícia Civil Itaí.
                     Polícia afirma que homem quebrou móveis durante o surto. Foto: Divulgação/ Polícia Civil Itaí.

Um homem de 58 anos morreu após ser baleado no peito por um policial militar de Itaí, em São Paulo, na tarde desta quinta-feira (10). A vítima teve um surto ao presenciar a esposa, de 56 anos, morrer de ataque cardíaco. O caso está sendo investigado como homicídio doloso, com intenção, mas em legítima defesa. Um inquérito militar vai apurar a situação.

A Polícia Civil informou que o homem chegou em casa à tarde e encontrou a esposa passando mal na cama. Ele chamou o Samu, mas a esposa não resistiu e morreu. O marido então tomou medicamentos tranquilizantes em grande quantidade – um dos filhos relatou que o pai tinha histórico de depressão. Medicado, ele começou a ficar agressivo e quebrou móveis na casa.

A Polícia Militar afirmou que policiais foram até o local e tentaram conversar com o homem, mas que este, descontrolado, usou uma faca para atacar os PMs e funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Por conta disso, o policial atirou. Logo depois, ele foi atendido, mas não resistiu e morreu no local.

Com informações do Correio 24 horas.