Projeto musical suspenso de novo

Apresentações são realizadas desde os anos 90. Foto: divirta-se.uai.com.br.
Apresentações são realizadas desde os anos 90. Foto: divirta-se.uai.com.br.

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Apresentações são realizadas desde os anos 90. Foto: divirta-se.uai.com.br.
Apresentações são realizadas desde os anos 90. Foto: divirta-se.uai.com.br.

A Jam no Museu de Arte Moderna (MAM), projeto realizado no Solar do Unhão desde os anos 90 todo sábado, a partir das 18h, teve mais uma apresentação cancelada por falta de recurso. A apresentação deste sábado (4) está suspensa.

Há uma semana os organizadores já haviam cancelado um outro encontro por conta da suspensão temporária dos recursos da Bahiatursa para a realização do evento. Sem a garantia do valor para pagar os custos relacionados às apresentações, como equipamentos de som, luz, seguranças, brigadistas, monitores de trânsito, banheiros químicos e bancos, a produção decidiu suspender mais uma vez a jam session.

A expectativa da organização é que um patrocínio acordado com uma empresa nacional comece em agosto. A banda base da Jam no MAM conta com alguns dos principais nomes da música instrumental baiana, como Ivan Bastos, Gabi Guedes, Paulo Mutti, Bruno Aranha, Joatan Nascimento e Rowney Scott, e tem a direção artística de Ivan Huol, que também é baterista do grupo.

O grupo apresenta temas de jazz e de música popular brasileira recheados de improvisação. Nos shows, os anfitriões convidam outros músicos para subir ao palco. O valor para conferir a apresentação é de apenas R$ 7 (inteira) e R$ 3,50 (meia).

Com informações do jornal A Tarde.