Jovens abrem mão do verão e se submetem a cirurgia plástica

Foto: Divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em nome da beleza, muita gente está abrindo mão das badalações proporcionadas durante o verão. Isso porque jovens universitárias, entre 21 e 25 anos, estão planejando o repouso, usando as férias de final de ano para fazer cirurgia plástica. A informação é do especialista no assunto, Daniel Azevedo, que nota um aumento no número dos procedimentos estéticos nesse período do ano, principalmente em próteses de silicone.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica (SBCP), segundo o último levantamento realizado, a ampliação de mamas é a cirurgia mais realizada no país (148.962). “O silicone também é indicado quando há o comprometimento da sustentação e firmeza dos seios, como em casos de perda de peso ou após a gravidez”, explica o médico, que também esclarece os motivos pela escolha do verão.

“O recesso mais prolongado nesse período é o que mais movimenta os consultórios” informa o cirurgião plástico, que também aponta alguns cuidados. O verão não interfere na recuperação do paciente, se comparado ao inverno. No entanto, por conta das altas temperaturas, o incômodo pode ser um pouco maior. “É importante proteger a cicatriz da incidência solar. Uma alternativa é usar protetor e fita adesiva sobre as cicatrizes, indicados pelo especialista. Sol e banho de mar, pelo menos, 30 dias após a cirurgia”, diz.

Não existe uma restrição de idade para realizar a cirurgia. Se a paciente for jovem, Daniel Azevedo conta que o desenvolvimento das mamas deve estar por completo. “Ser emocionalmente madura e possuir claro entendimento de um procedimento cirúrgico também é fundamental. Verificar se o profissional da saúde é membro da SBCP também é muito importante”. Para o especialista, confiança é a palavra chave para o sucesso cirúrgico.