Justiça suspende obras do BRT em Feira

214-640x425

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Por decisão da justiça as obras do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) em Feira de Santana – centro-norte baiano – deverão ser suspensas. O juiz Roque Ruy Barbosa da 1ª vara da Fazenda Pública suspendeu a execução de qualquer atividade inerente da obra do BRT no município, com argumentação que o projeto pode prejudicar a coletividade local, bem como, não apresenta elaboração de um plano de transporte urbano integrado, compatível com o plano diretor do município ou nele complementado. A determinação ainda prevê multa diária no valor de R$ 50.000 (cinqüenta mil reais) caso projeto deixe adequar o quesito ambiental (patrimônio natural).

“A implantação do Sistema de transporte BRT do município de Feira de Santana apresenta inconsistências e irregularidades que, em princípio, prejudicam o planejamento municipal e afastam seus fins dos interesses da coletividade local, eis que está evidenciando nos autos que não houve a elaboração de um plano de transporte urbano integrado, compatível com o plano diretor ou nele inserido”.

A equipe da Olá Bahia tentou manter contato com o juiz, mas foi avisada que o mesmo não concederá entrevistas.

20150715151426 (1)
“As árvores foram removidas para o Parque da Cidade Erivaldo Cerqueira”, explica Deodato. (Foto: Olá Bahia)

O diretor de Áreas Verdes do município, Deodato Peixinho, esclareceu que nenhuma árvore foi removida do canteiro central da avenida Getúlio Vargas como ação inicial para construção do BRT – como veiculada pelos meios de comunicação -, mas que foram retiradas no trecho da Rua Frei Aureliano  para a abertura de um novo cruzamento que a Avenida ganhará em breve. “O serviço realizado ontem (terça-feira) não teve nada relacionado ao BRT. Até o presente momento a Prefeitura não removeu nenhuma árvore em função do BRT, pois independente do BRT temos um processo de desenvolvimento na cidade com abertura de ruas e melhorias no trânsito, então o que sendo feito é isso. O projeto do BRT não passará sobre a Avenida, contudo as árvores que serão relocadas traz uma diferença irrisória tomando como referência a quantidade que tem na Getúlio Vargas. As árvores foram removidas para o Parque da Cidade Erivaldo Cerqueira”, explica Deodato.

 

Foto de capa: Ilustração BRT Feira