Marrone diz que participação no ‘The Masked Singer Brasil’: ‘Nunca cantei sozinho’

marrone-diz-que-participacao-no-the-masked-singer-brasil-foi-uma-renovacao

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Quarto desmascarado do The Masked Singer Brasil, Marrone esteve nesta quarta, 1/9, no Encontro, e destacou que a participação no reality foi uma grande surpresa e alegria em seus 36 anos de carreira. Segunda voz na dupla com Bruno, o cantor teve a possibilidade de se apresentar individualmente

“Eu sempre fiz segunda voz, então, cantar individualmente foi maravilhoso, uma descoberta na minha vida profissional. Já fiz de tudo na minha carreira, porém, nunca cantei sozinho. Mas a Simone, muito danada e esperta, pegou as minhas dicas e me reconheceu. Se fosse o Bruno participando, acredito que o reconheceriam com mais facilidade”, contou o artista, que manteve o sigilo e não falou nada ao amigo sobre a participação.

Sobre a fantasia de Boi-Bumbá, Marrone teceu elogios: Foi a fantasia certa, o Boi-Bumbá faz parte das minhas origens. Eu vim da roça, do campo. Quando estava me apresentando, um filme passou pela minha cabeça, me vi menino”, lembrou ele, que escolheu um repertório popular e que também tem a ver com as raízes do interior: “Se continuasse no reality eu cantaria Luiz Gonzaga. Todas as canções que escolhi eu cresci ouvindo.