Ministério Público Federal investiga denúncia de “fura fila” da Covid-19 em Feira de Santana

Foto : Pixabay

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Uma mulher identificada como Geórgia Mascarenhas é alvo de uma investigação do Ministério Público Federal, em Feira de Santana. Ela é acusada de desrespeitar a fila de prioridade da vacina do Covid-19.

Uma portaria (nº 16 de 1º de março de 2021) instaurou o procedimento preparatório de investigação a partir de uma denúncia sigilosa. O MPF não informou na portaria mais detalhes de Geórgia Mascarenhas, a exemplo de idade ou circunstância da vacinação.

A instauração do procedimento de investigação determina, entre outras coisas, o cumprimento de diligências já definidas pelo MPF. O prazo de para apuração do fato é de 90 dias. O caso está com o procurador da República, Samir Cabus Nachef Júnior.

BARROCAS
O MPF também vai investigar uma representação feita ao órgão no município de Barrocas, solicitando informações sobre o critério de vacinação utilizado pelo município no combate a Covid-19.

Segundo o MPF, uma pessoa (nome não revelado) teria denunciado que possui parentes idosos, mas apenas um teve acesso a vacina. O procurador da República, Samir Cabus Nachef Júnior, considerou a necessidade de maiores esclarecimentos em relação à apuração dos fatos para instaurar o procedimento.

O prazo de tramitação do procedimento preparatório de inquérito civil também é de 90 dias. O site Olá Bahia não conseguiu contato com a Prefeitura de Barrocas.