Moradores do Angico vivem momentos de terror com assaltos e violência

Foto: Reprodução/ redes sociais

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Os moradores do distrito de Angico, município de Mairi (Centro-Norte Baiano), estão vivendo com medo e sem poder sair de casa, principalmente depois das 18 horas, por conta de ataques de bandidos.

Segundo um morador, que não quis ser identificado, os marginais são muitos agressivos  e agem com muita violência, ainda que seja para roubar um celular ou qualquer quantia em dinheiro, usam armas longas de fabricação artesanal, e andam com os rostos cobertos para não serem reconhecidos, por se tratarem de pessoas da região.

Há cerca de dois anos, eles estão tirando o sossego do pequeno distrito. Na noite de domingo (6) cerca de cinco bandidos tocaram terror nas proximidades de uma pizzaria, vários veículos foram parados com as armas apontadas para a cabeça dos motoristas.

Testemunhas afirmaram que no dia 19 de maio, um ônibus que faz o transporte de pessoas para outras cidades da região, foi assaltado e todos passageiros foram saqueados.

A Polícia Militar sempre é chamada, mas quando chega ao local eles já fugiram por um matagal. Os bandidos invadem casas e fazendas, e o agravante é que alguns moradores são forçados a negar para a polícia qual destino tomado pelos meliantes, e através do aplicativo de mensagens, WhatsApp, avisam quando a viatura está se aproximando ou quando deixa o local.

Segundo um morador da localidade, outra situação que contribui para fuga é a condição da estrada de chão batido e com muitos buracos, o único posto policial fica há 18 quilômetros.

Por telefone os Sites Olá Bahia e Página de Notícias tentaram contato com 11º Batalhão da Policia Militar em Itaberaba, responsável pela segurança no município, mas não foram atendidos.