Municípios do Vale do Jiquiriçá formam segundo consórcio de saúde

Prefeitos de 26 municípios assinaram o protocolo de intenções com o Governo do Estado. Foto: Foto: Pedro Moraes/GOVBA

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Prefeitos de 26 municípios assinaram o protocolo de intenções com o Governo do Estado. Foto: Foto: Pedro Moraes/GOVBA
Prefeitos de 26 municípios assinaram o protocolo de intenções com o Governo do Estado. Foto: Foto: Pedro Moraes/GOVBA

Em cerimônia realizada no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador, o vice-governador João Leão, representando o governador Rui Costa, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas, e prefeitos de 26 municípios assinaram o protocolo de intenções para constituição do segundo consórcio de saúde do estado na tarde desta quinta-feira (19).

O Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá vai reforçar a saúde no estado, descentralizando a assistência médica na região e desonerando a administração pública de cada município. 600 mil habitantes das regiões do Vale do Jiquiriçá e do Médio Rio de Contas serão beneficiados.

O consórcio é formado pelos municípios de Aiquara, Apuarema, Barra do Rocha, Boa Nova, Brejões, Cravolândia, Dário Meira, Ibirataia, Ipiaú, Irajuba, Iramaia, Itagi, Itagibá, Itamari, Itaquara, Itiruçu, Jaguaquara, Jequié, Jitaúna, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Manoel Vitorino, Maracás, Nova Itarana, Planaltino e Santa Inês.

Policlínica

O compromisso formalizado prevê a construção de uma policlínica em Jequié, orçada no valor de R$ 17 milhões, que serão custeados inteiramente pelo Governo do Estado. Já a manutenção da unidade será dividida: 40% da administração estadual e 60% rateados entre os municípios consorciados.

A população passará a contar com 15 novas especialidades e diversos exames de média e alta complexidade, como cardiologia e endoscopia e laboratório. A policlínica será construída no município de Jequié, mas estará apta para atender as demandas que surgiram nos municípios restantes. O consórcio é regulamentado por meio de uma lei sancionada pelo governador Rui Costa, em setembro deste ano. A gestão do serviço será de responsabilidade das próprias cidades do interior baiano.

Extremo sul

O primeiro consórcio de saúde do estado foi formado por 13 municípios do extremo sul, no último dia 5. A expectativa é de que mais de 450 mil pessoas sejam beneficiadas com o novo modelo de gestão dos serviços de saúde na região. Como parte do acordo, uma policlínica será construída em Teixeira de Freitas.