Muro de cemitério em Correntina continua sem reparos

Rachadoras mostram que outras partes do muro estão prestes a desabar. (Foto: Reprodução)
Rachadoras mostram que outras partes do muro estão prestes a desabar. (Foto: Reprodução)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Rachadoras mostram que outras partes do muro estão prestes a desabar. (Foto: Reprodução)
Rachadoras mostram que outras partes do muro estão prestes a desabar. (Foto: Reprodução)

O muro do cemitério público em Correntina – Região do Extremo Oeste Baiano – que foi atingindo por árvores durante temporal há seis meses, continua destruído, e nenhuma obra de contenção está sendo feita, rachadoras mostram que outras partes do muro estão prestes a desabar.

“Até os mortos estão inseguros com a atual administração. Desde que um vendaval derrubou uma árvore sobre o muro do cemitério, no final das chuvas, há mais de 180 dias que as almas estão penando dará”.
Nenhuma providência foi tomada até então. Foi preciso moradores aproveitar a árvore que estava sobre o muro e túmulos para melhorar o ambiente. Vamos pedir para as almas interceder sobre a nossa cidade!”, comentou um leitor do site Barreiras Notícias.