Novo valor de contribuição mensal do MEI 2022

mulher-dinheiro-golpe-bilhete-110816

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Para o MEI (Microempreendedor Individual) se formalizar como uma empresa e ter seu CNPJ ativo, é necessário o pagamento de impostos. Todavia, o MEI conta com uma cobrança extremamente simplificada de suas obrigações que ocorre por meio do pagamento mensal do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

O DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) é uma obrigação fiscal de todo cidadão que se formaliza como Microempreendedor Individual.

Uma das principais vantagens de se formalizar como MEI está na sua baixa tributação. Diferente do que ocorre com outros enquadramentos em que o valor dos impostos variam conforme o lucro, pois, para o Microempreendedor Individual o valor é fixo e simbólico.

Portanto, o DAS nada mais é do que uma contribuição mensal, de valor fixo, e deve ser pago para que o MEI mantenha seu CNPJ ativo. Vale lembrar que em caso de inadimplência o DAS é passível de juros.

Se formalizar como MEI é uma oportunidade oferecida pelo governo para que os trabalhadores autônomos possam formalizar sua atividade, garantindo direitos como:

Ter um CNPJ;

Emissão de notas fiscais;

Expedição do alvará;

Benefícios do INSS, como auxílio-doença, auxílio-maternidade e aposentadoria.

Além disso, ser MEI ter outras vantagens, como:

Isenção de impostos como Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL.