Obras em rodovias não saem do papel

Até agora não começou a duplicação de parte do anel rodoviário de Feira
Até agora não começou a duplicação de parte do anel rodoviário de Feira

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Até agora não começou a duplicação de parte do anel rodoviário de Feira
Até agora não começou a duplicação de parte do anel rodoviário de Feira

Ainda não saíram do papel duas importantes obras que o governo federal anunciou no ano passado, na campanha eleitoral: a duplicação da BR-101, no trecho entre a divisa de Sergipe e a ligação com BR-324, nas proximidades de Feira de Santana, bem como a duplicação de mais uma parte da avenida Eduardo Fróes da Mota, o anel rodoviário da Princesa do Sertão.

“Pelo menos até agora, está parecendo que foram apenas anúncios eleitoreiros. São duas obras importantes, porque melhoram rodovias de grande movimento e com um detalhe: praticamente toda a BR-101 no Norte e Nordeste já está duplicada, faltando apenas a parte da Bahia, onde o PT sempre teve grandes votações”, destaca o deputado Carlos Geilson.

No anel rodoviário de Feira de Santana, a duplicação está prevista para o trecho entre o viaduto da Pousada da Feira e a Cidade Nova. “Está obra teve a ordem de serviço anunciada com festa pelo então governador Jacques Wagner, enquanto a da BR-101 teve a licitação lançada pela presidente Dilma”, acrescenta o deputado.