Paciente do Hospital da Mulher não resiste a complicações de saúde

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

“Toda a equipe médica foi acionada para prestar atendimento à paciente. Porém, infelizmente, ela faleceu”. A informação é da diretora médica do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, Andreia Alencar, esclarecendo sobre a morte da paciente A.C.J.S, 44 anos, ocorrida no final da manhã desta segunda-feira, 25.

Com histórico de comorbidades, a paciente estava de alta hospitalar há oito dias e, apenas, acompanhava o recém-nascido internado no Hospital da Mulher para tratamento clínico, quando inesperadamente apresentou um quadro de sangramento agudo e intenso.

Conforme o prontuário, a paciente “foi levada de imediato ao Centro Obstétrico, onde foi feito todo o protocolo medicamentoso para contenção da hemorragia. Por não ter êxito com medicamentos foi realizada histerectomia subtotal [retirada do útero], mantendo-se estável”.

No entanto, no domingo, ainda na sala de recuperação pós-anestesia, apresentou parada cardiorrespiratória, sendo reanimada durante uma hora e dez minutos. A equipe médica solicitou vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas, mesmo com o leito reservado, o quadro de instabilidade não permitia a transferência.

A parturiente foi levada novamente ao Centro Cirúrgico por apresentar sangramento interno, sendo assistida por equipe de anestesista, obstetras, cirurgião geral e de Enfermagem. Ainda conforme o prontuário, ela apresentou um quadro gravíssimo de coagulação intravascular disseminada, situação que os mecanismos de coagulação não são mais eficazes. Apesar de todos os esforços, a paciente faleceu.

A Fundação Hospitalar de Feira de Santana lamenta profundamente o ocorrido, e se solidariza aos familiares pela irreparável perda. Vale salientar que a paciente estava com acompanhante.

Secom
Foto: ACM