Petroleiros pedem intermediação de Josias Gomes junto ao Ministro Jaques Wagner

Foto: Divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, foi recebido por Josias Gomes na Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Governo do Estado. Na reunião, foi analisada a greve nacional dos petroleiros e seu impacto na economia baiana e brasileira.

Vagner Freitas pediu a intermediação de Josias Gomes e do governador Rui Costa junto ao Ministro Chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, para a discussão de medidas que ampliem o diálogo e favoreçam uma solução negociada para resolver o impasse, que agrade tanto os petroleiros como o governo.

O movimento grevista dos petroleiros já dura 11 dias e está afetando a produção das unidades do Sistema Petrobras na Bahia, a exemplo da Refinaria Landulpho Alves de Mataripe (RLAM), Petrobras Biocombustível (PBIO), Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), e Petrobras Transporte S.A. (Transpetro).

“Estamos buscando negociar para obtermos atendimento de nossa pauta de reivindicações. Uma delas é sobre os royalties da exploração do petróleo, questão que, inclusive, já foi aprovada pelo Congresso Nacional. É de grande importância para a economia baiana, já que a Refinaria Landulpho Alves, em Mataripe, contribui com cerca de R$ 10 bilhões por ano em arrecadação de ICMS”, destacou Cedro Silva, presidente da CUT-Bahia, também participante do encontro.

A reunião na Serin contou, ainda, com a presença de Valdemir Medeiros, vice-presidente da CUT-Ba, Agnaldo Soares, diretor do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA), e Martiniano Costa, chefe de Gabinete da Serin.