PF cumpre mandados de prisão e busca em operação contra fraudes no seguro desemprego

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo
Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A Polícia Federal (PF) iniciou um operação de combate a fraudes no seguro desemprego, na manhã de hoje (20). Três mandados de prisão, e outro de busca e apreensão, foram expedidos em Feira de Santana. Das ordens de prisão, duas são preventivas e a terceira é temporária. Além disso, um outro mandado de busca também é cumprido em Petrolina (PE).

De acordo com a PF, a investigação identificou que foram abertas empresas na Junta Comercial da Bahia com o uso de documentos falsos. O objetivo do grupo criminosos, segundo a polícia, era registrar falsos vínculos de emprego, para possibilitar o recebimento do seguro-desemprego.

A polícia apurou também que os suspeitos solicitaram ao menos 59 pedidos do benefício, para trabalhadores fictícios. Essas fraudes geraram prejuízo de R$ 230.926 aos cofres públicos. A PF detalhou também que, com o uso dos documentos falsos, os suspeitos obtiveram certificados digitais e usavam esse material para fazer as transmissões dos pedidos do seguro-desemprego. A operação foi batizada como Alarife, um adjetivo para identificar uma pessoa “patife”, “espertalhona”. Os investigados irão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato.