PM baleada pode ficar tetraplégica

download

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A soldado PM Drielle Lasnor Morais, de 25 anos, está em estado grave desde ontem (segunda-feira) quando foi baleada junto com mais dois policiais militares, durante uma perseguição, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o estado da soldado é gravíssimo e corre o risco de ficar tetraplégica. A jovem entrou na corporação em março de 2014, por influência do pai, que foi do mesmo batalhão e morreu assassinado há 10 anos.

Segundo o jornal O Dia, a policial fazia patrulhamento na Estrada Água Branca, quando ela e um colega de farda suspeitaram de um carro e tentaram pará-lo. Porém, o motorista fugiu e houve perseguição e tiroteio. Drielle foi levada para o hospital, em Realengo e depois transferida de helicóptero para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde foi operada para retirar a bala da nuca.