PMs envolvidos em agressão a jornalista serão ouvidos pelo MP

O jornalista denunciou a agressão numa rede social. Foto: Reprodução/Facebook
O jornalista denunciou a agressão numa rede social. Foto: Reprodução/Facebook

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Um procedimento investigatório para apurar a denúncia de agressão de policiais militares contra o jornalista Marivaldo Filho foi instaurado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA)  A assessoria do órgão confirmou a informação nesta quarta-feira (8).

Marivaldo Filho, editor de Política do site Bocão News, foi agredido por policias militares no último sábado (4), em uma confraternização no bairro do Bonfim, em Salvador, por ter fotografado abordagem igualmente truculenta a um dos participantes da festa. A agressão a Marivaldo resultou numa rotura na cabeça que levou oito pontos. O jornalista recebeu ordem de prisão por desacato e desobediência e foi colocado na viatura.

O jornalista denunciou a agressão numa rede social. Foto: Reprodução/Facebook
O jornalista denunciou a agressão numa rede social. Foto: Reprodução/Facebook

De acordo com o MP-BA, o caso será investigado pelo Grupo de Atuação Especial Para o Controle Externo da Atividade Policial (Gacep). A assessoria informou também que serão ouvidas as testemunhas e os PMs envolvidos e que a Promotoria não irá se pronunciar até o término das investigações.

A Corregedoria Geral da Polícia Militar da Bahia também vai apurar a denúncia de agressão através de um procedimento administrativo que foi instaurado pela Corregedoria na segunda-feira (6).