Combate à violência contra a mulher

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Cerca de 100 policiais baianos, integrantes da Operação Ronda Maria da Penha em bases comunitárias, além de policiais civis e peritos participarão de capacitação para “aprimorar o trabalho realizado” no combate à violência contra a mulher. O curso é promovido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e marca os nove anos da Lei Maria da Penha comemorados nesta sexta-feira (7).

“A principal finalidade do curso é aprimorar o trabalho realizado pelos policias, discutindo a problemática social determinante da violência contra as mulheres na sociedade, para que os mesmos se apropriem de conteúdos e de uma prática que permitam contribuir com a redução da violência de gênero”, diz a assessoria da SPM.

A secretária Olívia Santana destaca o “avanço visível” da Bahia na estruturação da rede de atenção à mulher vítima de violência. “Atualmente, contamos com 24 Centros de Atendimento à Mulher, 15 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deam), cinco Varas Especializadas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, além da Operação Ronda Maria da Penha, que já está atuando em três cidades da Bahia”.

O curso, com duração de 60 horas, começa nesta segunda-feira (10) e será aplicado, inicialmente, com agentes de Salvador. A previsão é que o curso seja ampliado para as cidades baianas que já contam com a Operação Ronda Maria da Penha – Serrinha e Feira de Santana.

Noções de gênero e de raça, relações interpessoais, noções policiais para o trato com vítimas de violência serão alguns dos temas abordados na capacitação, que também inclui visitas técnicas à rede de atenção à mulher vítima de violência.