PP e PSOL apresentam pedido de regularização de omissão de prestação de contas à Justiça Eleitoral em Feira

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Dois partidos políticos com representação em Feira de Santana deram entrada em um requerimento na Justiça Eleitoral solicitando a regularização de omissão de prestação de contas anual, em diferentes exercícios.

Um dos partidos foi o PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), que tem um vereador na Câmara Municipal. Jhonatas Monteiro foi o vereador mais votado nas eleições de 2020, com 8.292 votos.

O PSOL apresentou requerimento de regularização de omissão de prestação de contas na 154ª zona eleitoral, referente aos anos de 2010, 2011, 2012, 2013, 2017 e 2018. Em todo esse período, o PSOL declarou ausência de movimentação de recursos de repasses.

PARTIDO PROGRESSISTA

O outro partido que apresentou requerimento semelhantes de regularização de omissão de prestação de contas anual foi Partido Progressista (PP). O pedido é referente ao ano de 2018 e está assinado pela ex-presidente da sigla, Eliana Boaventura. Atualmente o PP tem como presidente municipal, o advogado Rafael Pinto Cordeiro.

O site Olá Bahia teve acesso ao despacho judicial, que oferece prazo de 3 dias para impugnação dos pedidos de regularização. Segundo o despacho, o prazo é oferecido qualquer interessado que possa impugnar ou demonstrar a existência de movimentação financeira ou de bens estimáveis.

O PP não conseguiu eleger nenhum vereador em Feira de Santana nas eleições de 2020.