Prefeitura e servidores fecham acordo em Salvador

Foto: Aratu Online
Foto: Aratu Online

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Após as mesas de negociação com os representantes sindicais conduzidas pelo secretário de Gestão (Semge), Alexandre Pauperio, servidores públicos de Salvador aceitaram o reajuste de 6,5% retroativo a maio. O auxílio-alimentação terá aumento equivalente à porcentagem do reajuste salarial. A proposta anterior era de 6,41% de forma escalonada, sendo a primeira parcela em 3,7%, retroativa a 1º de maio, e 2,71% a partir de dezembro.

Para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias, o valor do reajuste foi de 13,9% retroativo a maio, passando o salário base de R$692,08 para R$788. A proposta final da prefeitura também garante a retomada do abono de R$ 100 para os agentes de copa e cozinha e a implantação do ponto eletrônico em todas as unidades de saúde até o fim do ano, bem como a criação da comissão para discussão das condições de trabalho e processo de reforma dessas unidades.

Além destes itens, ficou acordado que será criada uma comissão para estudo de implantação da Gratificação de Regime Especial de Trabalho para a categoria dos guardas municipais e extensão da Gratificação de Emergência para os técnicos de enfermagem lotados nas urgências móveis e fixas, no percentual de 20%. O pagamento dos salários será realizado a partir da compensação das horas não trabalhadas em modelo a ser definido pelos órgãos e entidades da administração.