Presidiário é condenado após matar esposa em visita íntima

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Preso por ter matado a esposa durante uma visita íntima no Centro de Detenção Provisório (CDP) de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, Pedro Antônio Vieira foi condenado na última quarta-feira (24). Na ocasião, um detento que é formado em técnico de enfermagem tentou reanimar Débora de Carvalho, que foi enforcada pelo ex-companheiro com uma corda, mas ela não resistiu e morreu no local. Preso desde 2015 no CDP por tentativa de homicídio contra Débora, a Justiça determinou que Pedro ira cumprir a pena em regime fechado, sem direito a recorrer em liberdade. Por nota, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) comunicou que o Réu foi condenado por feminicídio.