Professores de pelo menos 25 universidades optaram pelo fim da greve

Design-sem-nome-2-2

Professores de pelo menos 25 universidades federais encerraram a greve iniciada em meados de abril, conforme apuração da Agência Brasil. Hoje (21) é o prazo final para que docentes realizem assembleias e decidam sobre o retorno às aulas, conforme determinado pelo comando nacional da greve ligado ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes).

O fim da paralisação não implica imediato retorno às atividades acadêmicas. Cada universidade tem autonomia para ajustar seu calendário, com algumas como a Universidade de Brasília (UnB) anunciando retorno às aulas para quarta-feira (26). O comando nacional de greve irá analisar as decisões das assembleias e planejar o reinício das atividades, possivelmente já na próxima semana ou início de julho.

A reposição das aulas também depende do trabalho administrativo para ajustar os calendários acadêmicos e realizar eventuais trancamentos de matrícula. A Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) também avalia os resultados das assembleias realizadas ao longo desta semana.

Outras Notícias