Projeto de aluna de Cinema selecionado pelo Futura

“Eu estou extremamente feliz. Acho que essa é uma oportunidade interessante de apresentar um pedacinho da cultura regional
“Eu estou extremamente feliz. Acho que essa é uma oportunidade interessante de apresentar um pedacinho da cultura regional", diz Isaura Matos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
“Eu estou extremamente feliz. Acho que essa é uma oportunidade interessante de apresentar um pedacinho da cultura regional", diz Isaura Matos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
“Eu estou extremamente feliz. Acho que essa é uma oportunidade interessante de apresentar um pedacinho da cultura regional”, diz Isaura Matos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

A estudante de Isaura Matos, aluna do curso de Cinema e Audiovisual da Uesb – campus Vitória da Conquista – teve seu trabalho “Do alvorecer às barrancas do Rio Gavião” selecionado pelo Edital Curtas Universitários do Canal Futura. A seleção fez parte do concurso, fruto da parceria entre a Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU) e o Globo Universidade, que tem como proposta selecionar projetos audiovisuais de estudantes do ensino superior para coprodução e exibição.

Nesse sentido, o concurso, que teve a participação de 140 alunos do Brasil e do exterior, selecionou 20 projetos para apoio financeiro e de veiculação em televisão através do Núcleo de Jornalismo do Canal Futura. Entre os selecionados está o projeto de Isaura. “Eu estou extremamente feliz. Acho que essa é uma oportunidade interessante de apresentar um pedacinho da cultura regional, que também é brasileira, além de motivar outras pessoas a acreditarem em suas ideias”, afirma a estudante.

O documentário será produzido por Isaura e mostrará alguns aspectos das festas de alvoradas, festejos pré-juninos que acontecem em algumas regiões do interior, mas que já estão bem faiscadas. “Esse projeto, na verdade, surgiu de uma pesquisa do meu pai, que é músico e gravou uma série de canções de alvorada. Então, a proposta é mostrar esses cantos e até mesmo os ritos populares que surgiram dessa tradição”, explica Isaura.

Para ter ferramentas para a produção do documentário, na próxima semana, a estudante irá participar de um Workshop de formação com profissionais renomados da Rede Globo. “Eu estou muito ansiosa. Eu vou ter a oportunidade de conhecer o Projac e ficar uma semana convivendo ali, vendo como é que é toda aquela cadeia produtiva, que acho que é uma referência importantíssima aqui em nosso país, principalmente do contar histórias. E também pelo contato que vou ter com grandes profissionais”, destaca.

Quando pronto, o material da estudante será transmitido no programa Sala de Notícias, do Canal Futura, um espaço dedicado aos documentários que exploram a diversidade de olhares, linguagens e narrativas.