Qualidade dos planos de saúde é avaliada pelas reclamações de usuários

planos de saude

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Os usuários de planos de saúde contam com uma nova ferramenta para avaliar as operadoras, com base nas reclamações que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recebe. A ferramenta já está disponível na página da agência reguladora desde a sexta-feira (25).

Segundo a ANS, o novo Índice de Reclamações aprimora o cálculo do ranking das mais reclamadas, dá mais transparência e funcionalidade e ajuda o beneficiário na escolha ou avaliação do seu plano. Foram incorporados dois indicadores, além do número de reclamações: um que identifica a conduta da operadora para resolver o problema e outro sobre os principais motivos das reclamações.

O Índice Geral de Reclamações indica a média de manifestações dos beneficiários nos últimos três meses; o Percentual de Finalizações Assistenciais indica a quantidade de demandas resolvidas consensualmente; e o Índice de Abertura de Processo Administrativo aponta as infrações que levaram a processos na ANS.

O índice será atualizado a cada mês e os dados disponibilizados com ranking e gráficos. Também é possível consultar os indicadores de cada operadora individualmente. O cálculo da ANS computa as reclamações feitas pelo telefone, internet, carta e presencialmente.

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) informa que enviou contribuições à ANS por meio do Laboratório de Inovação e que vai avaliar tecnicamente os novos indicadores. A entidade afirma que o bom relacionamento com o consumidor de planos “é um dos temas estratégicos para a FenaSaúde e suas associadas”. A federação ressalta ainda lançou recentemente o Guia de Reajustes dos Planos e Seguros Privados de Saúde, além do Guia do Consumidor, com informações gerais, e o Guia da Gestante.

*Agência Brasil