Rapaz confessa assassinato de “amigo” e diz se arrepender

22

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

De acordo com Domingos dos Santos Teixeira, 31 anos, assassino confesso de Luís Oliveira Santos, 29 anos, por conta de uma discussão por um litro de cachaça fez com ele matasse e enterrasse o “amigo” na zona rural do município de Nazaré das Farinhas. Na manhã de ontem (26) o autor do crime compareceu espontaneamente a Delegacia e confessou a autoria alegando que no dia ambos estavam fazendo uso de bebida alcoólica e acabaram discutindo pelo aguardente e assim motivou a cometer o crime.

Marcus Maia, delegado titular do município, revela que Domingos Teixeira relatou ter golpeado Luís Santos no pescoço com uma arma branca – tipo faca – e arrastado seu corpo até uma ribanceira, o enterrando numa cova rasa, feita com suas próprias mãos. “Ele disse que inventou uma versão fantasiosa para a família da vítima e com o aparecimento do corpo, sua consciência pesou e decidiu comparecer a delegacia para confessar o crime”.