Reajuste dos combustíveis deve ser repassado ao consumidor a partir de sexta

“Nós só ficamos sabendo que vai ter o reajuste, mas ainda não descarregaram o combustível nos nossos postos", afirma um gerente de Posto de gasolina. (Foto Ilustrativa)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
 “Nós só ficamos sabendo que vai ter o reajuste, mas ainda não descarregaram o combustível nos nossos postos", afirma um gerente de Posto de gasolina. (Foto Ilustrativa)
“Nós só ficamos sabendo que vai ter o reajuste, mas ainda não descarregaram o combustível nos nossos postos”, afirma um gerente de Posto de gasolina. (Foto Ilustrativa)

O reajuste no preço da gasolina, que pegou a população de surpresa na noite de ontem (29), anteriormente atingindo somente as refinarias poderá ser repassado aos consumidores a partir desta sexta-feira (2). Os reajustes são de 6% na gasolina e de 4% no óleo diesel, os aumentos são em valores médios no Brasil. “Os preços da gasolina e do diesel, sobre os quais incide o reajuste anunciado não incluem os tributos federais CIDE e PIS/Cofins e o tributo estadual ICMS”, especificou a Petrobras em nota.

A recomposição de preços é uma estratégia da companhia para recuperar sua situação financeira e permitir que possa manter os investimentos previstos. Segundo o Resenha Geral, no município de Vitória da Conquista – Região Sudoeste Baiana – o novo reajuste ainda não foi sentido, mas gerentes de postos de combustíveis alertam que os novos valores devem aparecer até este fim de semana. “Nós só ficamos sabendo que vai ter o reajuste, mas ainda não descarregaram o combustível nos nossos postos. Assim que tivermos as novas notas fiscais é que vamos saber qual será o novo preço. Mas isso só deve acontecer a partir de sexta”, disse Ricardo Cezar, gerente de Posto.