Rendimento da poupança é o pior desde 2003

Male hand putting coin into a piggy bank
Male hand putting coin into a piggy bank

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

De acordo com estudo divulgado pela consultoria Economática, a caderneta de poupança acumula, até maio de 2015, o pior resultado em 12 meses desde outubro de 2003. A aplicação tem perda real (rendimento abaixo da variação da inflação) de 1,06% no período entre 1º de junho de 2014 e 31 de maio de 2015. No mês passado (maio), a perda real foi de 0,12%, a sexta perda mensal seguida.

De janeiro a maio deste ano, a queda real é de 2,15%. Em 12 meses a rentabilidade da poupança só ganha da Bolsa de Valores, que acumula perda real de 5,07%, informa consultoria, que usou como referência o IPCA, índice oficial de inflação brasileira. Segundo simulação da consultoria, uma aplicação de R$ 100 mil na poupança rende, no fim de 12 meses, um retorno líquido de R$ 7.700.

Um CDB renderia no mesmo período R$ 13.088 líquidos. O desempenho ruim da aplicação financeira mais usada pelos brasileiros se reflete na captação do investimento. De acordo com o Banco Ventral, em maio os saques superaram os depósitos em R$ 3,199 bilhões, segundo o Banco Central.