Riachão já vacinou mais de 18% da sua população contra covid-19

Foto: Ascom

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O município de Riachão do Jacuípe já vacinou, com a primeira dose, 18,69% da sua população contra a Covid-19, uma média acima da nacional (menos de 10%). Já foram vacinadas 6.257 pessoas, de um universo de 33.468 (população estimada de acordo com o último censo do IBGE).

A imunização já está entrando na sua terceira fase. Já foram vacinados 841 profissionais da saúde, 5.375 idosos com idade a partir dos 60 anos, 12 pacientes renais crônicos e 29 profissionais da força de segurança e salvamento.

Os números empolgam o prefeito Carlos Matos, que pediu desde o início da vacinação um empenho da equipe. “Estamos fazendo um trabalho sério, imunizando todos os grupos prioritários de acordo com a chega de doses. É um alento ver que estamos avançando no propósito de ver toda nossa população protegida”.

Riachão do Jacuípe recebeu 10.320 doses dos imunizantes, que são as vacinas Coronavac e Astrazeneca. O município tem um percentual de 97,9% de doses aplicadas. A segunda dose já atingiu 2.441 pessoas (7,29% da população). A coordenadora de Imunização do município, Natália Mascarenhas, alerta a população para que compareçam para tomar a segunda dose.

“As pessoas devem ficar atentas para a data de retorno que consta no cartão de vacinas. É importante e fundamental receber a segunda dose para completar o ciclo de imunização”, explica Natália.

A vacinação para primeira dose segue suspensa, por conta da falta de imunizantes. A Secretaria de Saúde aguarda o repasse de mais doses para dar continuidade a imunização dos idosos com idade a partir de 60 anos e iniciar a fase 3, onde serão atendidas as pessoas que possuem alguma comorbidade. No primeiro momento receberão a vacina pessoas com doenças renais crônicas, pessoas com síndrome de down, pessoas transplantadas e pacientes imunossuprimidos.

Já a aplicação da segunda dose segue sendo realizada de segunda a sexta, das 8h às 12h, no Centro de Saúde. A coordenadora avisa que nos casos da data de retorno cair no final de semana, a pessoa pode comparecer na segunda-feira próxima e tomar a vacina sem nenhum prejuízo a eficácia do imunizante.

Ascom.