Servidores estaduais terão reajuste de 4%, após aprovação da ALBA

Foto: Antonio Queirós/GOVBA
Foto: Antonio Queirós/GOVBA

A Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba) aprovou, por maioria, o projeto de reajuste salarial dos servidores estaduais, que contempla acréscimo de 4%, sendo 2% retroativos ao mês de maio e pagos em junho, e outra parte a constar na folha de setembro.

O mesmo percentual foi concedido ao governador, ao vice-governador e aos secretários de Estado, por meio do Projeto de Lei 25.393, da própria Mesa Diretora da Casa, acolhido por unanimidade.

Vale destacar que os servidores pleiteavam um reajuste de 10%. A decisão se deu sem a participação da categoria na galeria, o que gerou protestos, inclusive por parte de alguns deputados, a exemplo de Hilton Cardoso (PSOL), Olívia Santana (PCdoB) e o líder da oposição, Alan Sanches (União).

Segundo orçamento do Estado, o reajuste linear custará cerca de R$ 464 milhões aos cofres estaduais. Na ocasião também foi aprovado reajuste complementar de 2,86% para carreiras com vencimento básico abaixo do salário mínimo, que passa a incidir na folha do mês de setembro.

O reajuste complementar de 2,86% vai totalizar 6,97% de incremento para as categorias que se encontram com vencimento básico inicial abaixo do mínimo, englobando as carreiras do Magistério Superior (técnicos, analistas e docentes).

Também foi aprovado reajuste complementar de 1,59%, retroativo a fevereiro, para os servidores da Educação Básica, resultando em ganho acumulado em setembro de 5,69%, acima da inflação e do reajuste do piso nacional da educação.

Outras Notícias