Sete espécies de minissapos descobertas no Sul do Brasil

Brachycephalus leopardus (Luiz Fernando Ribeiro -Fundação Grupo Boticário)- Divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Brachycephalus leopardus (Luiz Fernando Ribeiro -Fundação Grupo Boticário)- Divulgação
Brachycephalus leopardus (Luiz Fernando Ribeiro -Fundação Grupo Boticário)- Divulgação

Pesquisadores vinculados à organização não governamental Mater Natura descobriram nas montanhas da Serra do Mar, entre os estados do Paraná e de Santa Catarina, sete espécies de minissapos do gênero Brachycephalus, cujo tamanho varia de 6 milímetros a 1 centímetro.

Marcos Bornschein, da Universidade Federal de Minas Gerais, estudioso do gênero de sapos desde 1990, disse em entrevista à Agência Brasil que, embora as espécies de sapinhos só possam a ser consideradas ameaçadas de extinção mediante reconhecimento do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, para fins práticos, e face à sua sensibilidade às mudanças climáticas, os minissapos foram incluídos no Plano Nacional para a Conservação dos Anfíbios e Répteis Ameaçados da Região Sul do Brasil, do Ministério do Meio Ambiente.

Marcos Bornschein destacou que a descoberta das sete espécies de anfíbios em uma pequena região indica que muitas outras espécies de animais podem vir a ser descobertas no mesmo lugar, como insetos ou pequenos organismos que vivem no solo e dos quais os minissapos se alimentam. “A gente ainda conhece pouco a mega biodiversidade brasileira. É um destaque para a necessidade de se continuar estudos de inventariação, estudos de mapeamento de biodiversidade”, destacou o pesquisador.

*As informações são da Agência Brasil