Sindicalistas são detidos em manifestação

Sindicalistas Ana Angélica Rabelo e Edson Conceição Araújo foram presos enquanto faziam uma manifestação. Foto: Carlos Muniz
Sindicalistas Ana Angélica Rabelo e Edson Conceição Araújo foram presos enquanto faziam uma manifestação. Foto: Carlos Muniz

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Sindicalistas Ana Angélica Rabelo e Edson Conceição Araújo foram presos enquanto faziam uma manifestação. Foto: Carlos Muniz
Sindicalistas Ana Angélica Rabelo e Edson Conceição Araújo foram presos enquanto faziam uma manifestação. Foto: Carlos Muniz

Os sindicalistas Ana Angélica Rabelo e Edson Conceição Araújo foram presos na manhã deste sábado (25) quando participavam de uma manifestação contra o atraso de salário e outros benefícios de trabalhadores terceirizados. A manifestação acontecia em frente ao Colégio Estadual Landulfo Alves, na Calçada, Salvador.

Em nota, a diretoria colegiada do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública, Comercial, Industrial, Hospitalar, Asseio, Prestação de Serviços em Geral, Conservação, Jardinagem e Controle de Pragas Intermunicipal (Sindilimp-BA) classifica a prisão dos sindicalistas como um ato arbitrário contra o direito de manifestação e organização sindical.

“Quem deveria ser presos são os empresários que não cumprem a legislação trabalhistas e quem os contratam por não fiscalizarem e exigirem o cumprimento da lei. As famílias dos terceirizados e terceirizadas estão passando dificuldades e é contra isso que lutamos. Somos sindicalistas e não marginais”, diz a diretoria na nota.

Manifestação contra o atraso no pagamento dos vencimentos trabalhadores terceirizados em frente ao Colégio Estadual Landulfo Alves. Foto: Carlos Muniz
Manifestação contra o atraso no pagamento dos vencimentos trabalhadores terceirizados em frente ao Colégio Estadual Landulfo Alves. Foto: Carlos Muniz

De acordo com Manoel Neres, diretor do Sindilimp na região do Recôncavo, o advogado da entidade, Rafael Sá Santana, está tomando as providências cabíveis. Os sindicalistas estão detidos na Central de Flagrantes da Polícia Civil da Bahia, no Iguatemi.

Ana Angélica Rabelo é coordenadora geral do Sindilimp-BA e Edson Conceição Araújo é da direção executiva da Central Única dos Trabalhadores (CUT-BA).