Sucom embarga obra na Boa Vista do Lobato

Mais de 20 famílias saíram de suas casas. Foto: Marina Silva/Correio
Mais de 20 famílias saíram de suas casas. Foto: Marina Silva/Correio

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Mais de 20 famílias saíram de suas casas. Foto: Marina Silva/Correio
Mais de 20 famílias saíram de suas casas. Foto: Marina Silva/Correio

A obra de implantação do túnel do Corredor Transversal que ligará a região do Lobato até Pirajá, em Salvador foi embargada na manhã desta quarta-feira (7) pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom). A obra teria causado a abertura de uma cratera no bairro de Boa Vista do Lobato, que obrigou mais de 20 famílias saírem de suas casas e deixou a região sem água.

A sanção foi aplicada com base no artigo 47 da Lei 3903/88, que determina que, durante a execução das obras, o licenciado e o responsável técnico deverão preservar a segurança e a integridade dos operários, das propriedades vizinhas e do público.

A Sucom também autuou a empresa Consórcio Transoceânico Salvador (CTS), responsável pela obra do Corredor Transversal. A Secretaria notificou ainda a empresa para apresentar, em caráter de urgência, um laudo técnico de avaliação dos imóveis das ruas Osvaldo Martins de Castro e Paulo Geovane, logradouros que estão localizados no entorno da obra, de responsabilidade do governo estadual.