Torcedor do Vitória anda de Feira ao Bonfim por promessa

Para cumprir sua missão, José Batista investiu R$ 6 mil. Foto: Luiz Tito.

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Para cumprir sua missão, José Batista investiu R$ 6 mil. Foto: Luiz Tito.
O fanático José Batista. Foto: Luiz Tito.

Fé e paixão pelo Vitória são inseparáveis do feirense José Batista, 46 anos. A prova foi a promessa feita ao Senhor do Bonfim para que seu time de coração voltasse à elite do futebol brasileiro. A partir desta segunda-feira (13), o fanático começa a cumprir o prometido. Ele vai caminhar por um percurso de 140 km: da Igreja Senhor dos Passos, no centro de Feira de Santana, até a Colina Sagrada, em Salvador. Tudo isso vestindo uniformes do rubro-negro e carregando na mão um crucifixo, além de uma imagem do padroeiro da Bahia.

“No dia seguinte, ainda vou passar na Toca do Leão para entregar o crucifixo a Raimundo Viana (presidente do clube). Quero que faça parte da igreja do Vitória. Sei que outros torceram e contribuíram com suas orações no intuito de devolver o Leão à Série A, mas minha fé em Senhor do Bonfim foi crucial”, declara Batista.

O fanático, que pretende chegar à Igreja do Bonfim na sexta-feira (18) à tarde, disse que vem sendo assediado por torcedores da dupla Ba-Vi. “Os do Vitória me abraçam e agradecem. Os tricolores pedem que, em 2016, eu possa dar uma ajudinha a eles. Mas isso é impossível. Nem com reza forte aquele time sobe (risos)”.

Investimento

Para cumprir sua missão, José Batista investiu R$ 6 mil na contratação de quatro seguranças e na logística da jornada. Ele vai levar três pares de tênis apropriados para longas caminhadas, além de seis camisas do Vitória. Serão cinco dias de caminhada. No primeiro, dormirá em Amélia Rodrigues. No segundo, no povoado Cova de Defunto, na entrada de Candeias. Depois, informa que vai ficar numa pousada na beira da estrada na saída de Candeias. No quarto dia, seu destino é Simões Filho. No quinto, enfim, vai chegar a Salvador.

Perguntado se está preparado para tão longa jornada, ele afirma: “Será tranquila. Meu único medo é da torcida do Bahia. Às vezes, aparece algum maluco querendo atirar o carro na minha direção. Por isso, os seguranças irão me seguindo, disfarçados”.

Conforme o pagador de promessas rubro-negro, antes da viagem, ele fez todos os exames para certificar-se que está bem de saúde. E, mesmo que não estivesse, estaria pronto para algum sacrifício. “Quem ama não sente dor. Sei que, durante a caminhada, vou adquirir alguns calos nos pés e perder algumas unhas. Mas a causa é justa”, declara Batista.

Na Série B, Batista acompanhou todos os jogos do Leão em Salvador, e ainda foi ao Rio de Janeiro assistir à derrota por 2 a 0 para o Botafogo, pela 5ª rodada, no dia 30 de maio. “O que eu queria em troca, Senhor do Bonfim me deu: trouxe meu time de volta à elite do futebol brasileiro. Segunda, faço minhas orações, e aí será pé na estrada. Faça chuva ou faça sol, chegarei lá. Muito obrigado, Senhor do Bonfim!”, conclui, emocionado.

Com informações do site do jornal A Tarde.