Trabalhadores da Bahiagás entram em greve a partir de hoje

4

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Os funcionários da Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás) entram em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (19). A decisão foi tomada em assembleia dos trabalhadores no dia 8 de agosto, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica e Farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquímica).

Em entrevista ao G1, o diretor do Sindicato, Mauricio Klajman, disse que a categoria se reúne em mais uma assembleia a partir das 9h de hoje, no posto da Bahiagás, no bairro do Stiep. Ele informou também que a paralisação vai atingir todas as unidades da empresa no estado, em Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Itabuna, Mucuri e Eunapólis.

Os trabalhadores querem, além de reajuste salarial para repor a inflação, 2,38% de ganho real, auxílio-educação e cesta básica. “Depois de cinco meses de negociações, a empresa só decidiu conceder o reajuste da inflação. Tentamos negociar, mas a greve foi inevitável”, diz Klajman.

Conforme o diretor do Sindiquímica, a empresa atualmente só concede auxílio para educação a um pequeno grupo de trabalhadores. Ele alega que a companhia pode arcar com melhores condições para os funcionários. “A Bahiagás é uma das empresas mais rentáveis do estado. Não tem justificativa. A receita também aumentou por conta da demanda de energia termelétrica”, defende.

A Bahiagás disse, através de nota, que adotou medidas necessárias para garantir a continuidade da prestação do serviço público, a segurança da população e a integridade da rede de gás natural. A empresa informa que obteve mandado judicial que determina a manutenção do efetivo de 25% do total de empregados. Ela ainda alega que sempre manteve o diálogo, a valorização de seus empregados e preserva os ganhos históricos dos funcionários.

Com informações do G1.

Foto de capa extraída do site Bahia Econômica.