Vitória empata e fica em quarto lugar

Rafaelson, atacante do Vitória, tenta dominar a bola e é marcado por Rafael, zagueiro do Atlético-GO (Foto: O Popular)
Rafaelson, atacante do Vitória, tenta dominar a bola e é marcado por Rafael, zagueiro do Atlético-GO (Foto: O Popular)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Rafaelson, atacante do Vitória, tenta dominar a bola e é marcado por Rafael, zagueiro do Atlético-GO (Foto: O Popular)
Rafaelson, atacante do Vitória, tenta dominar a bola e é marcado por Rafael, zagueiro do Atlético-GO (Foto: Reprodução / O Popular)

Em um jogo morno, Atlético Goianiense e Vitória empataram em 0 a 0, neste sábado (12), no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O jogo contou com poucas finalizações, o rubro-negro baiano jogou mal e praticamente não assustou o Atlético-GO, que está na 15ª colocação, com 29 pontos. Com o resultado, o Vitória terminou a 25ª rodada na 4ª posição, com 42 pontos. O Leão da Barra volta a entrar em campo na próxima terça-feira (15), às 20h30, contra o Mogi Mirim. A partida será na Arena Fonte Nova.

No primeiro tempo, os dois times rubro-negros começaram trocando passes no meio de campo e não criaram grandes chances nos primeiros quinze minutos de partida. Os donos da casa chegaram com mais frequência na área do Leão, mas sem objetividade. O Vitória esbarrou na forte marcação e também na falta de criatividade dos meias. Aos 17 minutos do primeiro tempo, Rafaelson quase abriu o placar para o Leão da Barra em jogada individual. O garoto passou por dois jogadores do Atlético-GO, entrou na área, mas acabou desarmado pelo lateral-direiro Éder. O Atlético-GO respondeu, dois minutos depois, com um chute de primeira do volante Feijão, que passou por cima do gol de Roberto Fernández. No lance seguinte, Diogo Mateus sentiu dores na coxa e foi substituído por Norberto, que fez sua estreia pelo Leão.

No segundo tempo, as duas equipes voltaram dos vestiários pouco inspiradas. Nos dez primeiros minutos da etapa final, o alto número de faltas chamou atenção. O Atlético-GO acordou aos 11 minutos, quando o zagueiro do Vitória, Kanu, falhou e a bola sobrou para Arthur, que tocou na saída do goleiro Roberto Fernández, exigindo uma bela defesa do jogador.

Aos 22 minutos, o time de Goiânia voltou a assustar. Marcelo Mattos perdeu a bola no meio, Pedro Bambu tocou para o meia Jorginho, que chutou forte . A bola passou ao lado do gol baiano. O goleiro do Dragão, Márcio, praticamente não trabalhou.Já no fim do jogo, aos quarenta minutos, Vander tentou assustar Márcio com um chute forte, mas não conseguiu. O rubro-negro baiano não finalizou ao gol, Jorge Wagner não acertou nas bolas paradas e o time deixou o estádio Serra Dourada com apenas um ponto e muitas vaias.