Adiada votação sobre maioridade penal

"Fascistas", gritavam os estudantes. Foto: Rodrigues PozzebomAgência Brasil

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
"Fascistas", gritavam os estudantes. Foto: Rodrigues PozzebomAgência Brasil
“Fascistas”, gritavam os estudantes. Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Após tumulto entre estudantes e a polícia legislativa nesta quarta-feira (10), a sessão da Comissão Especial para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre a redução da maioridade penal foi transferida para outro plenário. Durante o encontro, realizado a portas fechadas para os manifestantes, o relatório do deputado Laerte Bessa (PR-DF) foi lido, mas houve um pedido de vista coletivo. A análise do tema será retomada na próxima quarta-feira (17).

Confusão

Ontem, os deputados que falavam a favor da redução da maioridade foram vaiados pelos manifestantes, que chamaram os parlamentares e os seguranças da Casa de “fascistas”. Houve bate-boca e empurra-empurra e a sessão foi interrompida. Três manifestantes foram detidos. A polícia legislativa chegou a usar spray de pimenta para esvaziar o plenário da comissão.

Com informações do jornal A Tarde.