Se o cenário hidrológico permanecer desfavorável, com o registro de chuvas abaixo da média histórica, a tarifa elétrica em novembro poderá permanecer no patamar 2, que adiciona R$ 3,50, a cada quilowatt-hora (Kwh) consumido.

“A continuar com o desenho que temos até agora, aponta-se para a manutenção da bandeira vermelha patamar 2”, disse hoje (20) o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino.

O assunto será tema da reunião da agência na próxima terça-feira (24). Na ocasião, a agência deverá lançar uma consulta pública para discutir a metodologia de acionamento das bandeiras, que, atualmente se baseia no valor do Custo Marginal de Operação (CMO) para o próximo mês.

Isso significa que, se houver um grande volume de chuva nos próximos dias, o modelo toma essa precipitação para constituir o valor futuro, mesmo que as chuvas diminuam.

A Aneel avalia a possibilidade de que também seja considerado o nível de armazenamento dos reservatórios no cálculo da tarifa. Se a fórmula que será debatida estivesse em vigor, a agência poderia ter acionado antes as bandeiras amarela e/ou vermelha durante o período seco, quando já se esperava uma hidrologia desfavorável e diminuição acima da média do volume dos reservatórios.

Na quinta-feira, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) disse que vai reforçar o pedido para a Petrobras para “viabilizar” combustível para as termelétricas operacionalmente disponíveis, mas que estão paradas por falta do insumo. No início do mês, diante da previsão de que o armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas fique abaixo do verificado em 2014, ano mais crítico do histórico recente, o comitê já havia decidido acionar a petrolífera para fornecer combustível para algumas termelétricas movidas a gás.

Por conta do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, o governo tem que acionar as usinas térmicas para garantir o fornecimento de energia. Na reunião, o comitê reiterou que não há risco de desabastecimento de energia e, após análise de custos e benefícios, o voltou a descartar o acionamento das usinas termelétricas mais caras, cujo custo está acima do preço da energia no mercado à vista, o chamado “despacho fora da ordem de mérito”.

Com essa decisão, permanecerão desligadas as térmicas cujo custo da energia supera o preço no mercado de curto prazo. O tema, entretanto, será debatido novamente na próxima semana. Além disso, o comitê também reiterou, se necessário, o aumento da importação de energia elétrica da Argentina e do Uruguai “na medida em que for possível”.

De acordo com o comitê, o cenário hidrológico para os próximos sete dias tem previsão de “anomalias negativas de precipitação na região central do Brasil”, área de abrangência das bacias de maior relevância para a geração de energia elétrica e de precipitação acima da média no extremo Sul, o que aponta para um atraso na transição para o período úmido em relação ao histórico de chuvas.

Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil

Quem pensa em ir à praia neste final de semana deve ficar atento às condições de banho. Isso porque a capital baiana permanecerá com tempo nublado, chuvas em áreas isoladas e mar um pouco mais agitado do que o costume, até o próximo domingo (22). A estimativa da Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), é de que a costa marítima seja atingida por ventos moderados nesse período, fator que pode gerar ondas de médio a grande porte, com até dois metros de altura.
(mais…)

Prova Brasil é fundamental para o replanejamento de ações pedagógicas, buscando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens (Foto: Claudionor Junior/Educação)

Os estudantes da rede estadual de ensino devem participar, a partir desta segunda-feira (23), da aplicação das provas nacionais de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb)/Prova Brasil 2017. As provas serão realizadas em um único dia nas escolas, até 3 de novembro próximo, de acordo com agendamento prévio feito pela empresa responsável pela aplicação. Esta avaliação é fundamental para o replanejamento de ações pedagógicas, buscando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens.

A Prova Brasil inclui estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, da 3ª série do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, contemplando as escolas públicas das zonas urbanas e rurais. A avaliação do Saeb contribui para a obtenção de um diagnóstico da Educação Básica, que também subsidiará a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas nas esferas municipal, estadual e federal.

De acordo com a superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado, Cristiane Ferreira, o objetivo não é reprovar ou aprovar o aluno, mas obter um diagnóstico sobre o que os estudantes aprenderam em Língua Portuguesa e Matemática, durante os anos de estudo. “É muito importante a participação de todos os professores neste trabalho de sensibilização junto aos estudantes da rede, para que eles façam a prova de forma mais consciente e responsável”. Ela enfatiza que as famílias também têm um papel fundamental no sentido de estimular os filhos a participarem do processo.

As avaliações irão testar conteúdos ligados à leitura e interpretação de textos diversos (charges, piadas, tirinhas, contos, crônicas, cartas, fábulas, poemas, propagandas), no caso de Língua Portuguesa, e questões voltadas aos temas espaço e forma; grandezas e medidas; número e operações/álgebra e funções; e tratamento da informação, no caso de Matemática.

Nesta edição, o Saeb/Prova Brasil deixou de ser amostral para os estudantes do 3ª série do Ensino Médio e passou a ser censitária, envolvendo também os estudantes da 4ª série da Educação Profissional. As provas serão aplicadas na Bahia pela Fundação Getúlio Vargas e o tempo para a realização é de duas horas e 30 minutos.

Os professores e gestores escolares podem obter maiores informações sobre o processo, por meio da Cartilha do Saeb. O material, publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), está disponível para download no Portal da Educação.

As informações são da Ascom/Secretaria da Educação da Bahia

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, atualizou para 97 o número de presos da megaoperação Luz na Infância, que já cumpriu 106 dos 178 mandados de busca e apreensão emitidos pelos tribunais de justiça estaduais.

Em Salvador, oito pessoas foram presas em flagrante durante a operação nacional, nesta sexta-feira (20). Não foram informados os nomes dos presos, nem para onde foram levados. Também foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em diversos bairros da capital baiana.

As informações sobre os suspeitos foram fornecidas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública às polícias civis dos estados, que têm jurisdição sobre o crime e deram continuidade às investigações. No Amapá e no Piauí, o trabalho não foi concluído a tempo da deflagração da operação, que envolveu os outros 24 estados e o Distrito Federal. O ministro afirmou que o trabalho continua e mais mandados podem ser emitidos nos próximos dias.

Torquato Jardim destacou a importância da cooperação internacional em tecnologia para a segurança pública no Brasil, explicando que os principais crimes que precisam ser combatidos no país são praticados por quadrilhas que têm ligações transnacionais, como os crimes cibernéticos e os tráficos de drogas, armas e pessoas.

“Nada se passa no espaço exclusivo do território nacional. A integração federativa é fundamental, e a integração internacional não é menos fundamental em tecnologia. Essa é uma tecla que o Ministério da Justiça bate muito”, afirmou o ministro.

O número final de presos e mandados cumpridos será divulgado pelo Ministério da Justiça até o fim do dia. As investigações agora vão apontar se os presos fazem parte de quadrilhas nacionais e internacionais ou se agiam sozinhos. Também não foram divulgadas informações consolidadas sobre o perfil das pessoas que foram presas.

A Diretoria de Inteligência da Senasp contou com o apoio de parceiros nos Estados Unidos e na União Europeia, que colaboraram com a troca de informações e softwares necessários para monitorar os criminosos. Mais de 150 mil arquivos com conteúdo pornográfico de menores de idade foram encontrados pelas investigações.

“Está bem documentado, e com a maldade extra, porque os hackers conseguem esconder o seu arquivo criminoso dentro do seu laptop”, disse o ministro, explicando que uma das estratégias dos criminosos para se esconderem é armazenar o conteúdo pedófilo em computadores de outras pessoas.

Os presos são acusados de armazenar e disseminar o material na internet de produzir o conteúdo pedófilo.

Com informações de Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil

Mandados foram cumpridos em diversos bairros de Salvador nesta sexta-feira (20). Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Oito pessoas foram presas em flagrante em Salvador, nesta sexta-feira (20), durante a operação nacional “Luz na Infância”, em combate à pedofilia. Não foram informados os nomes dos presos, nem para onde foram levados. Na capital baiana, também foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em diversos bairros.

A operação foi deflagrada pela Polícia Civil em 24 estados e no Distrito Federal, e prendeu mais de 90 pessoas em todo o país até por volta das 8h24 [Horário da Bahia]. Em Salvador, foram cumpridos mandados de busca nos bairros do Stiep, Chame-Chame, Pituba, Barbalho, Barroquinha, Itapuã, Coutos e Caminho de Areia. Ainda não há balanço sobre o que foi apreendido.

Os alvos da operação foram identificados através de um levantamento de informações pela Senasp e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil – Adidância da Polícia de Imigração e Alfandega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE). Com base em informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, a polícia instaurou inquéritos policiais e representou pelas buscas e apreensões junto ao Poder Judiciário, visando apreender computadores e dispositivos informáticos onde estão armazenados os conteúdos de pedofilia, indiciar e prender os criminosos. A investigação começou há seis meses.

Localmente, a operação é deflagrada pela Polícia Civil na Bahia por meio do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), da Coordenação de Tecnologia da Informação e Telecomunicações (CTIT), do Grupo Especial de Repressão a Crimes por Meios Eletrônicos (GME), além da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SI/SSP). Estão envolvidos na ação 76 policiais.

Do G1.

O árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique apitará o clássico entre Bahia e Vitória, que vai ser realizado no próximo domingo (22), às 16h (horário local), na Arena Fonte Nova, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele vai ser auxiliado por Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Silquim (RJ), além de ter os adicionais Leonardo Garcia Cavaleiro e Carlos Eduardo Nunes Braga. O militar de 46 anos apitou apenas uma partida do rubro-negro na Série A deste ano (Vitória 1×2 Chapecoense) e pela primeira vez comandará um duelo do tricolor na competição.

Do Galáticos Online.

Cardiologista André Almeida em entrevista ao Jornal Transamérica com Carlos Geilson.

Um grupo de pesquisadores da saúde de Feira de Santana receberam no último dia 7 de outubro no quarto Congresso Mundial de Ecocardiografia e o sétimo Congresso Brasileiro de Imagem Cardiovascular o prêmio pelo melhor trabalho científico, concorrendo com pesquisas realizadas em diversos países  da América do Sul.

A pesquisa acompanhou 100 pacientes com câncer desde 2011, em tratamento oncológico no Hospital Dom Pedro de Alcântara, e foi observado que por conta dos fortes medicamentos 15 a 20 % dos pacientes começaram a apresentar problemas cardíacos.

O coordenador da pesquisa e cardiologista André Almeida informa que “esses pacientes devem ser acompanhos também por cardiologista, pois se observados desde o início do tratamento, reduz as chances do tratamento oncológico trazer problemas para o coração”.

O objetivo da pesquisa não é fazer com que os pacientes parem o tratamento contra o câncer mais sim,  busquem com antecedência  um cardiologista para um melhor acompanhamento.

A partir das 10h desta sexta-feira (20), os candidatos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano poderão consultar o cartão de confirmação da inscrição, que contém informações como o local onde ele fará a prova. O acesso ao cartão pode ser feito na Página do Participante e também no aplicativo do Enem para celular.

Para acessar o cartão é preciso fornecer o número do CFP e a senha cadastrada durante a inscrição no Enem. Além do local de prova, o documento também informa o número de inscrição, a data e hora das provas, a opção de língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos ou especializados, caso tenham sido solicitados.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que, após conhecer o lugar onde fará a prova, os candidatos façam o trajeto antes do dia do Enem e verifiquem a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar, para evitar atrasos no dia da aplicação. Apesar de não ser obrigatório, o Inep sugere que os candidatos levem o cartão de confirmação no dia da prova para facilitar o acesso às informações de sua inscrição.

Da Agência Brasil.

Foto de capa extraída do site da Revista Fórum.

           Lutador de Vitória da Conquista alega inocência e vai tentar provar. Foto: Reprodução.

Rogério Minotouro está fora do UFC Canadá, previsto para acontecer em 16 de dezembro. O baiano de Vitória da Conquista lutaria contra o norte-americano Jared Cannoni, mas foi pego em exame antidoping realizado pela USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos).

A avaliação acusou o uso de diuréticos, substância utilizada para ajudar na diminuição de peso. “Fiquei muito triste com isso tudo, mas espero, assim que possível, esclarecer isso e dar uma luta espetacular a todos vocês”, diz um dos trechos de post do atleta Minotouro em seu perfil nas redes sociais, na noite desta quinta-feira (19).

O lutador da categoria meio-pesado se diz inocente. “Estou aqui para tentar esclarecer, pois ainda não temos todas as explicações, mas, a partir de agora, vamos investigar a fundo esta situação. Venho dizer a vocês que estou confiante na minha inocência e vamos descobrir de fato o que aconteceu, e me defender na hora oportuna”, garantiu.

Em seu cartel no MMA, o baiano tem 22 vitórias e oito derrotas em 30 combates.

Do portal A Tarde.

Cerimônia foi realizada na tarde desta quinta-feira (19). Foto: Roberto Viana.

O novo procurador-chefe do Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) Fábio Conrado Loula tomou posse em cerimônia na sede do órgão em Salvador na tarde desta quinta-feira (19). O cargo foi transmitido pelo antigo procurador, Oliveiros Guanais de Aguiar Filho. Fábio Conrado Loula fica na chefia do órgão para o biênio 2017-2019.

O evento contou com a presença de membros do MP e do Judiciário, chefes de outros órgãos públicos e servidores do MPF, entre outros convidados. A cerimônia oficializou a transmissão do cargo, que já tinha sido assumido por Loula no último dia 2 de outubro, diante da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em Brasília, com a posse para todos os procuradores-chefe e procuradores Regionais Eleitorais dos estados brasileiros.

A solenidade em Salvador também marcou a mudança na área eleitoral que, desde a posse em Brasília, tem Cláudio Alberto Gusmão Cunha como procurador Regional Eleitoral na Bahia – função exercida até setembro pelo procurador da República Ruy Nestor Bastos Mello. Gusmão assume o biênio 2017-2019 e tem como seu substituto o procurador Ovídio Augusto Amoedo Machado.

 

Feira de Santana
Unit´