Foi divulgada nesta sexta-feira (15), a lista de aprova dos no vestibular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). A lista pode ser conferida no site da instituição. Neste ano, participaram do processo mais de 15 mil candidatos, que concorreram a 1.186 vagas dos 47 cursos de graduação da universidade. Os selecionados devem acompanhar a publicação do edital de convocação para matrículas, que será divulgado posteriormente. Além disso, chamadas subsequentes do processo seletivo serão publicadas à medida que as matrículas forem realizadas, respeitando a quantidade de vagas remanescentes de cada curso. Em caso de dúvidas, os candidatos devem entrar em contato com a Copeve pelos telefones (77) 3424-8757, em Vitória da Conquista; (73) 3528-9695, em Jequié; e (77) 3261-8604, em Itapetinga; ou pelo e-mail vestibular@uesb.edu.br.

Uma menina de 1 ano morreu após um portão cair e a atingir, enquanto ela brincava na frente de uma residência na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. Segundo informações da Polícia Civil, o caso ocorreu na noite de quarta-feira (13), no bairro Sim. Familiares disseram que a menina estava brincando com outras duas crianças, quando o acidente aconteceu. Ainda não há informações sobre as causas da queda no portão. A menina atingida chegou a ser socorrida e encaminhada para Hospital Estadual da Criança (HEC), mas não resistiu. Outra criança também se feriu e foi encaminhada para a mesma unidade de saúde, mas não há informações atualizadas sobre o estado de saúde da vítima. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do município.

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A economia brasileira cresceu 1,15% em 2018. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado hoje (15).

No último trimestre do ano, comparado ao período anterior, o crescimento ficou em 0,20%, de acordo com dado dessazonalizado (ajustado para o período). O quarto trimestre comparado a igual período de 2017 apresentou crescimento de 1,53%.

Em dezembro, frente a novembro de 2018, houve expansão de 0,21%. Na comparação com o último mês do ano passado e dezembro de 2017, o crescimento chegou a 0,18%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

O indicador foi criado pelo Banco Central para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. O indicador oficial é o Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As informações são da Agência Brasil

Foto: Reprodução

O Brasil corre o risco de perder o certificado de erradicação do sarampo, obtido há três anos. Sem conseguir controlar a transmissão da doença e com baixa cobertura vacinal, o País tem no momento três estados com surto: Amazonas, Roraima e, mais recentemente, o Pará. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, admitiu nesta quinta-feira, 14, haver ainda risco de casos na Bahia, por causa do fluxo de transporte nesse período do ano.

Apesar do número expressivo de registros no País, é ainda baixo o porcentual da população imunizada. Dados preliminares do ministério indicam que metade das cidades não atingiu a meta de cobertura vacinal – igual ou superior a 95%.

No Pará, por exemplo, 83,3% dos municípios não atingiram a meta. Em Roraima, foram 73,3%; no Amazonas, 50%. “Estamos no precipício”, disse o ministro, ao se referir à cobertura de vacinas em geral no País. Numa reunião com secretários estaduais e municipais de saúde, observou que a situação é reflexo de uma sucessão de fatores.

O certificado de erradicação é retirado quando se registra a transmissão da doença durante um ano. A data-limite é a próxima segunda-feira, dia 18. A definição do status brasileiro, contudo, será conhecida só dias depois, com a confirmação da doença. Isso geralmente ocorre em um intervalo de até dez dias. Dentro do ministério, porém, o desfecho é dado como certo.

O primeiro caso de sarampo entre brasileiros ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2018. Antes dessa data, o País já identificava alguns pacientes doentes – eram imigrantes da Venezuela. Mandetta observou que, se a cobertura vacinal fosse adequada, os casos seriam isolados. Houve, no entanto, surto da doença.

Ele ressaltou que a baixa cobertura vacinal não se resume ao sarampo – e lembrou de difteria e pólio. O ministério planeja uma grande campanha nacional pela vacinação. A ideia é aproveitar a mobilização contra a gripe e atualizar cadernetas. A ideia é de que esse anúncio seja feito para marcar cem dias do governo Jair Bolsonaro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Foto: Reprodução

Oito funcionários da Vale foram presos, na manhã desta sexta-feira (15), em investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho, na Grande Belo Horizonte. A operação ocorre em Minas Gerais, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público, a ação visa “apurar responsabilidade criminal pelo rompimento de barragens existentes na Mina Córrego do Feijão, mantida pela empresa Vale, na cidade de Brumadinho.” (Leia nota do Ministério Público no fim desta reportagem).

Os oito presos são funcionários da mineradora, de acordo com o MP, sendo quatro gerentes (dois deles, executivos) e quatro integrantes de áreas técnicas.

Os detidos são:

  • Alexandre de Paula Campanha
  • Artur Bastos Ribeiro
  • Cristina Heloíza da Silva Malheiros
  • Felipe Figueiredo Rocha
  • Hélio Márcio Lopes da Cerqueira
  • Joaquim Pedro de Toledo
  • Marilene Christina Oliveira Lopes de Assis Araújo
  • Renzo Albieri Guimarães Carvalho

Um dos alvos da operação, Campanha foi apontado por um engenheiro da TÜV SÜD, empresa que atestava a segurança de barragens da Vale, como funcionário da mineradora responsável por pressionar para que o laudo atestasse a estabilidade da barragem que se rompeu em Brumadinho. Ele foi preso em casa, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A declaração foi dada à polícia pelo engenheiro Makoto Namba , da TÜV SÜD, que se afirmou ter sido pressionado por Campanha a assinar o laudo. Namba disse à PF ter respondido que a empresa assinaria o laudo se a Vale adotasse as recomendações indicadas na revisão periódica de junho de 2018, mas assinou o documento.

Ainda segundo Namba, que chegou a ser preso com outro funcionário da empresa e três da Vale em 29 de janeiro, “apesar de ter dado esta resposta para Alexandre Campanha, o declarante sentiu a frase proferida pelo mesmo e descrita neste termo como uma maneira de pressionar o declarante e a TÜV SÜD a assinar a declaração de condição de estabilidade sob o risco de perderem o contrato”.

G1 procurou a Vale que, até a última atualização desta reportagem, não tinha se posicionado.


LEIA MAIS

Fonte: Reprodução

Em tempos de crise, qualquer economia é bem-vinda. Cerca de 620 mil baianos podem pagar mais barato pela conta de energia elétrica. É a chamada Tarifa Branca, opção tarifária criada no ano passado que, ao contrário da convencional, possui variação do valor da energia conforme horário e dia da semana. Desde o mês passado, os clientes que consomem mais de 250 kWh por mês e que usam mais a eletricidade fora do horário de pico podem aderir ao novo regime. De acordo com a Coelba, atualmente há 367 clientes ativos nesta modalidade no estado.

Mas antes de aderir à Tarifa Branca o consumidor precisa avaliar o seu perfil de consumo, para decidir se vale a pena sair da Tarifa Convencional. “Mudar para a Tarifa Branca automaticamente não significa redução no valor fatura. O cliente tem que analisar o hábito de consumo dele para escolhê-la, porque em determinados horários ela fica mais cara que a convencional”, explicou Carlos Morais, gerente de atendimento ao cliente da Coelba.

A intenção da Tarifa Branca é racionalizar o consumo nos horários de pico e estimular a utilização nos períodos de baixa demanda, sendo ideal para quem consegue consumir pouco nos horários intermediários [das 16h às 17h59] e de pico [18h às 20h59] e que concentra o uso de energia elétrica na faixa das 21h às 15h59.

“No horário intermediário a Tarifa Branca fica mais cara que a convencional em torno de 40%. No que a gente chama de ponta (pico) a tarifa pode ficar até 60% mais cara do que a convencional. Nesse período de 21h até 15h59 do dia seguinte é quando o cliente tem vantagem e pode utilizar por mais tempo equipamentos como ar-condicionado e chuveiro elétrico”, esclareceu Morais.

ADESÃO

Para aderir à Tarifa Branca o titular da conta deve procurar um posto da Coelba e não há custo adicional. Caso o consumidor queira retornar à Tarifa Convencional, ele pode solicitar à distribuidora, que responderá no prazo de até 30 dias. Mas este cliente só poderá solicitar uma nova adesão à Tarifa Branca após 180 dias do retorno à Tarifa Convencional.

A medida não vale para quem é cadastrado na tarifa social de energia, na tarifa Rural e também para a iluminação pública. A Coelba disponibiliza em seu site (www.servicos.coelba.com.br) uma cartilha com simulações de valores das tarifas Branca e Convencional.

 

Fonte: Com informações da Tribuna da Bahia

Os tambores vão soar no Pelô trazendo uma programação animada pelos ensaios dos Blocos Olodum, Cortejo Afro, Os Negões, Malê Debalê e Muzenza. O circuito de festa promete ganhar força também com shows de samba, reggae e axé. São alguns dos destaques da programação, que é apoiada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac).

A música toma conta desde cedo na sexta-feira (15), às 14h, no Largo Pedro Archanjo, com a Bahia Conection Oficina de Percussão e uma apresentação aberta ao público. Tem também neste largo, às 20h, ‘Sexta do 10’ com o grupo Samba Trator e Convidados, com ingressos a R$ 10,00. No Largo Tereza Batista, também às 20h, é a vez de ‘Festival O Negro Lindo’ evento que escolhe o destaque do bloco afro Os Negões no Carnaval 2019, com acesso a R$ 10,00. Ainda na sexta, no Quincas Berro D’Água, às 20h, tem Ensaio Geral do Samba Junino, realizado pela Associação Liga do Samba Junino, com ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

No sábado (16), no Largo Pedro Archanjo, a partir de 14h, tem mais uma edição da Bahia Conection Oficina de Percussão com acesso gratuito. Tem também gratuitamente no mesmo largo, às 20h, Banda M do Samba e Convidados. No Largo Tereza Batista, a partir das 14h, o público pode conferir ainda gratuitamente ‘A Despedida de Solteiro do Jegue de Cueca com a Jega de Calçola’. E a banda Ativos Resistentes, que convida Pedro Pondé, se apresenta, às 20h, no Largo Quincas Berro D’Água, lançando o Disco 1999. Acesso a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

E na tarde de domingo (17), no Largo Tereza Batista, a partir das 14h, o Ensaio do Olodum promete agitar o Pelô, com ingressos a R$ 50,00. Ainda no domingo, no Largo Pedro Archanjo, a partir das 16h, é a vez do ‘Esperando o Carnaval da Pedro Archanjo’, com Banda M do Samba e Convidados. A entrada é gratuita. Já no Quincas Berro D’Água, a partir das 16h, tem Nelson Rufino, com ingressos a R$ 15,00.

 


LEIA MAIS

Gustavo Bebianno dá entrevista coletiva no Rio de Janeiro. REUTERS/Sergio Moraes

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, disse em nota divulgada na noite de quinta-feira que não foi responsável pela distribuição de recursos para candidaturas acusadas de serem de fachada no período que presidiu o PSL e afirmou que responde apenas pela campanha que elegeu o presidente Jair Bolsonaro no ano passado.

Bebianno, que sofreu críticas até mesmo do vereador fluminense Carlos Bolsonaro, filho do presidente, disse ainda que Bolsonaro nunca ocupou cargo de direção no PSL e, portanto, não responde por outras candidaturas da legenda que não a sua.

“Assumi interinamente a presidência da Executiva Nacional do PSL de 5/2/2018 a 29/10/2018, para cuidar da candidatura do presidente Jair Bolsonaro”, disse Bebianno na nota.

 


LEIA MAIS

Sandy não confirmou nenhuma informação sobre a turnê e ainda afirmou que “é lindo” ver a reação dos fãs (Foto: Reprodução)

As especulações de uma possível turnê de comemoração dos 30 anos do primeiro show de Sandy & Júnior estão aumentando. Nesta quinta-feira (14), a assessoria de imprensa dos cantores enviou um “save the date” para a imprensa, com a data 13 de março.

O colunista Lauro Jadim, do site O Globo informou nesta quarta-feira (13), que os empresários da dupla estavam replanejando a turnê devido a repercussão do público. Por outro lado, em entrevista ao site G1, Sandy não confirmou nenhuma informação sobre a turnê e ainda afirmou que “é lindo” ver a reação dos fãs, com uma “possibilidade ainda não confirmada”.

“Olha, seria uma coisa muito diferente na minha vida. Uma coisa que, assim, não sei o que esperar. Não sei ainda. Acho que eu não posso nem falar sobre isso ainda, sobre sensações, sobre sentimentos, porque essa é uma reflexão que eu vou ter que fazer depois”, disse Sandy.

“É muito lindo de ver a reação dos fãs quando eles se veem diante de uma possibilidade ainda que não confirmada, e eles ficam muito empolgados. É bonito de ver o carinho até hoje, depois de tantos anos. Eu tenho um público muito fiel, muito carinhoso, amoroso, e muito intenso. E uma parte grande é composta por fãs que já acompanhavam desde a época da dupla”, completou a cantora.

 

Glaucia teria pedido para a funcionária dela encontrar homens para matar o ex-marido (Foto: Reprodução)

A ex-esposa do advogado Júlio Zacarias Ferraz, que foi achado morto após passar mais de 15 dias desaparecido, na Bahia, foi presa no final da manhã desta quinta-feira (14), junto com a empregada doméstica dela. De acordo com a Polícia Civil, a dupla é suspeita de encomendar o crime, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador.

Conforme a polícia, Glaucia Mara Ottan de Souza Machado teria pedido para a funcionária dela, identificada como Maria Luiza Borges do Carmo, encontrar homens para matar o ex-marido, porque não aceitava o fim da relação e queria os bens dele. O serviço teria custado R$ 2 mil.

Em entrevista à equipe da TV Subaé, Maria Luiza confessou o crime e disse que foi obrigada pela patroa. Já Glaucia Mara não quis comentar as acusações. A polícia informou que a mulher nega as acusações. As duas tinham prisões decretadas pela Justiça e serão encaminhadas para o sistema prisional.

Ainda segundo a polícia, dois homens são procurados pela morte do advogado. As identidades deles não foram divulgadas, mas a polícia informou que eles são de Feira de Santana. O caso segue sob investigação da Polícia Civil da cidade. Segundo a polícia, a ex-esposa de Júlio Zacarias tem passagem por outros crimes e já teria tentando matar o advogado em outro momento. Ela e a vítima têm dois filhos.

A polícia informou que a prisão da suspeita e da empregada dela só foi possível graças ao trabalhado feito em parceria com a Polícia Civil de Santo Amaro, cidade onde o corpo do advogado foi encontrado. A ação também contou com o apoio da Polícia Federal.

Caso: Júlio Ferraz desapareceu no dia 15 de janeiro, no dia do aniversário dele e de um dos filhos, na cidade de Feira de Santana, onde morava. O corpo do advogado foi encontrado no dia 16 de janeiro, na cidade de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia. No entanto, a polícia ainda não sabia que se tratava da vítima.

O corpo do advogado só foi identificado em 5 de fevereiro, um dia depois que a família registrou o desaparecimento dele. Os pais e irmãos de Júlio Ferraz são de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado, e procuraram a polícia de Feira de Santana no dia 4 deste mês. O corpo de Júlio ficou mais de 15 dias no Instituto Médico Legal (IML) de Santo Amaro até a identificação da vítima, que chegou a ser dada como indigente. O advogado foi enterrado no dia 7 de fevereiro, em Vitória da Conquista.

Unit´