Andressa Urach revela que não virou santa

Oito meses após a primeira internação que quase a levou à morte, modelo se diz outra pessoa (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Oito meses após a primeira internação que quase a levou à morte, modelo se diz outra pessoa (Foto: Iwi Onodera / EGO)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
 Oito meses após a primeira internação que quase a levou à morte, modelo se diz outra pessoa (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Oito meses após a primeira internação que quase a levou à morte, modelo se diz outra pessoa (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Andressa Urach é uma nova pessoa. Não existe mais aquela loira gostosona topa-tudo para aparecer que foi ao Rock in Rio de biquíni. Andressa, agora, fala devagar, olha no olho e aparenta uma tranquilidade e uma segurança que em nada lembram a Andressa que foi no passado. “Às vezes eu olho e penso ‘Meu Deus, como eu tive coragem disso! Não me reconheço”, disse ela em entrevista. Em um relato surpreendente, Andressa chega a agradecer o problema de saúde que teve e dispara: “Não virei santa”.

A mudança, como o Brasil e o mundo acompanharam, aconteceu depois que a modelo foi internada e passou 90 dias no hospital por causa de complicações decorrentes da aplicação de hidrogel nas coxas. Oito meses depois, porém, Andressa se diz curada. Ela sequer está usando o cateter que teria de ficar em seu braço durante um ano.

“Eu decidi tirar antes porque não vou mais voltar para o hospital. Passei por 14 cirurgias, escovaram minha carne por dentro para retirar o hidrogel, mas foi o PMMA que causou inflamação e necrosou meu músculo”, relembra ela. “O que me curou foi minha fé, né? O Deus que eu sirvo é o Deus do impossível. Graças a Deus eu não tive mais dor. Minha pele se reconstituiu. Me sinto totalmente curada”, declara ela.