Aplicação da vacina BCG pode ser interrompida em Feira de Santana por falta de estoque

Foto: Thiago Paixão
Foto: Thiago Paixão

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A aplicação da vacina BCG, que protege contra a tuberculose, indicada para todos os bebês no primeiro mês de vida, pode ser interrompida em Feira de Santana. O motivo, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), é o estoque reduzido e a dificuldade em adquirir seringas no mercado – a Rede de Frio do órgão é abastecida pelo Núcleo Regional de Saúde Centro Leste e até o momento não recebeu uma nova remessa.

No Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, já não está sendo possível realizar a vacinação dos bebês nascidos na maternidade. O estoque está zerado. “É uma situação que não está no nosso controle”, afirma a diretora-presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas.

A aplicação desta vacina requer seringa especial, com agulhas mais finas e uma dosagem menor de 0,5 ml. Outra situação apontada pela SMS é a data de validade das vacinas em estoque, que podiam ser utilizadas apenas até a última terça-feira (30).

Fonte: Metro 1