Brasil é o que menos retorna impostos

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Dados do Impostômetro na data de hoje impostometro.com.br
Dados do Impostômetro na data de hoje
Fonte: impostometro.com.br

No ranking que mede o retorno oferecido à população em relação ao que o contribuinte paga em impostos o Brasil é o último colocado. O estudo divulgado nesta segunda-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (BPT) avaliou os 30 países com as maiores cargas de tributos.

A pesquisa leva em consideração a arrecadação de tributos do país em todas as suas esferas (federal, estadual e municipal) em relação ao PIB (Produto Interno Bruto) de 2013 e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Organização das Nações Unidas (ONU), que mede a qualidade de vida e bem-estar da população.

A Austrália ficou em 1º lugar no chamado Índice de Retorno de Bem Estar à Sociedade (IRBES), seguida da Coreia do Sul e dos Estados Unidos. O Brasil ficou na 30ª posição do ranking pela quinta vez consecutiva, atrás de países como Uruguai (11º), Argentina (19º) e Grécia (16º).

“Mesmo com os sucessivos recordes de arrecadação tributária, – marca que, em 2015, já chegou aos R$ 800 bilhões de tributos -, o Brasil continua oferecendo péssimo retorno aos contribuintes, no que se refere à qualidade do ensino, atendimento de saúde pública, segurança, saneamento básico, entre outros serviços. E o pior, fica atrás de outros países da América do Sul”, disse o presidente-executivo do IBPT, João Eloi Olenike, ao G1.