Prefeito de Encruzilhada é multado em mais de R$ 20 mil pelo TCM

Ao todo, o prefeito foi multado em mais de R$ 20 mil e terá que devolver quase R$ 6 mil aos cofres públicos. (Foto: Reprodução / Blog Resenha Geral)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Ao todo, o prefeito foi multado em mais de R$ 20 mil e terá que devolver quase R$ 6 mil aos cofres públicos. (Foto: Reprodução / Blog Resenha Geral)
Ao todo, o prefeito foi multado em mais de R$ 20 mil e terá que devolver quase R$ 6 mil aos cofres públicos. (Foto: Reprodução / Blog Resenha Geral)

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitou as contas do prefeito de Encruzilhada – Região Centro Sul Baiana – , Alcides Pereira Ferraz, relativas ao exercício de 2014. Ao todo, o prefeito foi multado em mais de R$ 20 mil e terá que devolver quase R$ 6 mil aos cofres públicos. O gestor foi multado em R$ 3 mil, por irregularidades apuradas nos documentos apresentados, e em R$ 17.280,00, por não ter adotado medidas visando a redução da despesa com pessoal. Também foi determinado o ressarcimento de R$ 5.979,22 aos cofres municipais, com recursos próprios, decorrente do pagamento indevido de juros e multas por atraso no adimplemento de obrigações devidas ao INSS.

As contas foram rejeitadas em razão da não aplicação do percentual mínimo em educação, saúde e no pagamento dos profissionais do magistério. O gestor investiu apenas 11,84% nas ações e serviços públicos de saúde, quando o mínimo exigido é 15%, aplicou somente 22,89% na manutenção e desenvolvimento do ensino, sendo o índice mínimo exigido 25%, e utilizou apenas 59,88% dos recursos do Fundeb para pagamento da remuneração dos profissionais do magistério, quando o mínimo é de 60%. A relatoria também destacou que houve descumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal, devido a não recondução da despesa total com pessoal ao limite de 54% no 3º quadrimestre de 2014, tendo em vista que o dispêndio alcançou o montante de R$ 22.845.732,17, correspondente a 65,66% da receita corrente líquida de R$ 38.967.933,30.