Suspeito de matar PM é morto em confronto com a polícia

A polícia só descobriu que se tratava do homem apontado como responsável pela morte do PM após a verificação da identidade do suspeito. (Foto: Reprodução / A Tarde)
A polícia só descobriu que se tratava do homem apontado como responsável pela morte do PM após a verificação da identidade do suspeito. (Foto: Reprodução / A Tarde)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
A polícia só descobriu que se tratava do homem apontado como responsável pela morte do PM após a verificação da identidade do suspeito. (Foto: Reprodução / A Tarde)
A polícia só descobriu que se tratava do homem apontado como responsável pela morte do PM após a verificação da identidade do suspeito. (Foto: Reprodução / A Tarde)

Foi morto na noite de ontem (18), o suspeito de matar o soldado Éder Ricardo Cardoso de Oliveira, 39 anos, durante um confronto com policiais militares em Cajazeiras X. De acordo com a PM, Ismael Santos Santana da Cruz, conhecido como “MC”, de 25 anos, foi surpreendido por policiais quando participava de uma comemoração pelo assassinato do soldado em uma localidade conhecida como Curva do Boi. Ainda segunda a PM, houve troca de tiros e “MC” foi alvejado. Ele foi encontrado caído em um matagal e foi levado para o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), no Cabula, mas já chegou sem sinais vitais. Segundo o A Tarde, a pistola usada no homicídio do soldado foi encontrada com MC. A polícia só descobriu que se tratava do homem apontado como responsável pela morte do PM após a verificação da identidade do suspeito.

Éder foi assassinado na noite de domingo (17), no bairro de Cajazeiras enquanto aguardava a filha e a esposa saírem de um aniversário. Ele estava encostado em um carro ao lado dos enteados, que também foram baleados. De acordo com testemunhas, dois homens chegaram atirando e Éder chegou a revidar, matando um dos criminosos. Ele, no entanto, foi baleado e não resistiu aos ferimentos. O corpo de Éder, que era lotado na Operações Gêmeos, foi enterrado nesta segunda.