Vacinação de delegação olímpica começa amanhã

Idosos são vacinados em estação de metrô em Brasília, durante o dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe de 2014 que começou na última terça-feira (22) vai até 9 de maio  (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Idosos são vacinados em estação de metrô em Brasília, durante o dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe de 2014 que começou na última terça-feira (22) vai até 9 de maio (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A vacinação dos atletas brasileiros para os Jogos de Tóquio começa amanhã (12) em três capitais do país: Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro. Em Porto Alegre e Brasília, que também terão postos de imunização para os competidores, a vacinação terá início apenas na segunda-feira. A data de início para a imunização em Belo Horizonte ainda será definida. Ao todo, 1.814 credenciados para o evento – incluindo delegações, comissões técnicas, jornalistas e árbitros – serão vacinados.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) ainda organiza a logística para que os atletas que moram no exterior possam entrar no Brasil e se vacinar. Atualmente, cerca de 190 credenciados já foram imunizados fora do país.

A vacinação será feita com doses doadas da Pfizer (4.050) e da Coronavac (8.000) via Comitê Olímpico Internacional (COI). Parte será usada para imunizar os atletas e demais envolvidos nas Olimpíadas; as demais serão incluídas no Programa Nacional de Imunização. Porém, como as vacinas doadas pela entidade ainda não chegaram, neste momento serão usadas doses do estoque no governo federal. As vacinas serão repostas assim que estiverem no Brasil.

O anúncio oficial foi feito pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta terça-feira. Ele garantiu que a medida não afetará a imunização da população. Os atletas e demais credenciados foram colocados no grupo prioritário do PNI para poderem receber as doses. O prazo-limite para a aplicação da segunda dose a todos os integrantes dos Jogos de Tóquio- 2020 é 21 de junho, a 15 dias do primeiro embarque para o Japão e a 33 da abertura das Olimpíadas.

Os atletas brasileiros comemoraram a chegada da vacina, mas com parcimônia. Alguns se se mostraram incomodados com o “privilégio” de entrar no grupo prioritário. Caso de Aline Silva, do wrestling; de Isaquias Queiroz, da canoagem; e de Bruno Schmidt, do vôlei de praia.