Bobbi Kristina morreu envenenada pelo namorado

“Bobbi morreu em decorrência de uma violenta briga com Gordon, que depois a colocou inconsciente em uma banheira e injetou uma combinação tóxica nela", disse a advogada (Foto: Reprodução)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
 “Bobbi morreu em decorrência de uma violenta briga com Gordon, que depois a colocou inconsciente em uma banheira e injetou uma combinação tóxica nela", disse a advogada  (Foto: Reprodução)
“Bobbi morreu em decorrência de uma violenta briga com Gordon, que depois a colocou inconsciente em uma banheira e injetou uma combinação tóxica nela”, disse a advogada (Foto: Reprodução)

Um documento judicial divulgado neste final de semana aponta que Bobbi Kristina Brown, filha de Whitney Houston e Bobby Brown, foi morta pelo namorado e irmão de criação, Nick Gordon. A jovem foi achada inconsciente na banheira de casa em janeiro deste ano, e precisou ser internada. Ela nunca se recuperou, e morreu no dia 26 de julho. Ela tinha 22 anos “Bobbi morreu em decorrência de uma violenta briga com Gordon, que depois a colocou inconsciente em uma banheira e injetou uma combinação tóxica nela”, disse a advogada Bedelia Hargrove à imprensa americana.

Bobbi Kristina morreu no hospital Peachtree Christian, em Duluth, na Georgia. Durante os meses que permaneceu em coma, o namorado foi proibido por Bobby Brown de visitar a garota. Na autópsia inicial, não foram encontrados sinais de lesões, nem causa óbvia de morte. A história de Bobbi Kristina se assemelha às condições em que a mãe dela morreu, no dia 11 de fevereiro de 2012, um dia antes da festa do Grammy. A cantora, na época aos 48 anos, foi encontrada de bruços na banheira do quarto de um hotel de Los Angeles, após sofrer uma overdose de drogas, álcool e remédios.

A morte de Whitney foi considerada um “afogamento acidental”, provocado por um problema no coração e piorada com o uso de cocaína.